A Geórgia é um pequeno país nas montanhas do Caúcaso, na Ásia central. No idioma georgiano, o nome da Geórgia é Sakartvelo. Sua capital é Tbilisi. O país ocupa uma área de 69.700 km2, e sua população é de 4.500.000 habitantes (estimativa de 2014).

Geografia

A Geórgia faz fronteira com a Rússia, o Azerbaijão, a Armênia e a Turquia. O mar Negro fica a oeste. As montanhas do Cáucaso se estendem pelo norte e pelo sul. Perto do mar Negro há terras férteis. A maior parte do país tem clima temperado.

Flora e fauna

Florestas de carvalho, faia, amieiro e abeto cobrem mais de um terço do território. As montanhas são moradia de cabras e dos antílopes-caucasianos. Javalis, veados, ursos-pardos, linces, lobos e raposas vivem nas florestas.

População

Os georgianos étnicos representam a maioria da população. Armênios, russos e azerbaijanos são os maiores grupos minoritários. A maioria do povo segue o cristianismo ortodoxo georgiano ou não professa nenhuma religião. Os muçulmanos são uma minoria religiosa significativa. Mais da metade da população mora nas cidades.

Economia

Indústria, mineração, agricultura e turismo são setores importantes da economia georgiana. As indústrias processam alimentos, fabricam ferro e aço e equipamento de transporte. As fazendas produzem principalmente batata, trigo e milho. O vinho produzido com as uvas locais, o chá e as frutas cítricas são importantes produtos de exportação. O mar Negro tem muitos balneários turísticos.

História

Os antigos romanos, o Império Bizantino, os persas e os árabes dominaram partes da Geórgia em épocas diferentes, até o século XII. Após esse período, foi formado o Reino Unido da Geórgia, que durou até 1220, quando os mongóis o invadiram. Mais tarde, os turcos otomanos e os persas governaram a região. A Rússia tomou posse do país no século XIX e, em 1921, a Geórgia tornou-se uma república da União Soviética.

A Geórgia declarou a independência em 1991. O país logo enfrentou rebeliões em várias regiões, e os embates se prolongaram até o século XXI. Duas regiões da Georgia tentam se separar do país e obter reconhecimento e independência: Ossétia do Sul e Abecásia. Os conflitos separatistas causaram um número significativo de mortes de civis no país.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.