Goa é um pequeno estado situado na costa sudoeste da Índia, cuja capital é Panjim, ou Panaji (ex-Nova Goa). Foi parte dos territórios portugueses na Índia por mais de quatrocentos anos, e hoje é o menor estado e um dos menos povoados do país. Porém possui um dos maiores índices de renda per capita de toda a Índia. Com uma área de 3.702 km2, o estado de Goa tem 1.457.723 habitantes (censo de 2011).

Geografia

Goa tem clima ameno e agradável, com temperaturas situadas entre 20°C e 30°C o ano todo. Ocupa 105 quilômetros da chamada costa do Concão, no mar de Omã, com praias de areia e estuários de rios. No interior, as florestas se estendem por planaltos que chegam até a cordilheira dos Gates Ocidentais, com picos de cerca de 1.200 metros de altura. Os rios Mandovi, Zuari, Terekhol e Sal atravessam Goa e deságuam em sua costa, onde há inúmeras ilhas.

Apesar de a língua oficial ser o concani, o português é ainda falado por parte da população de Goa, além do inglês (segunda língua oficial da Índia) e da língua regional, o marata. As principais religiões são o hinduísmo, o catolicismo e o islamismo.

Economia

A economia de Goa é principalmente baseada na agricultura, com plantios de arroz, de cana-de-açúcar e de frutos como a manga, o coco, o caju e a noz-de-areca. A mineração também constitui atividade importante, além da pesca. O setor de serviços está crescendo rapidamente, graças ao desenvolvimento do turismo, ao clima ameno e à importante arquitetura de inúmeros fortes e igrejas coloniais portugueses.

História

Vários povos se estabeleceram em Goa no decorrer dos séculos. No século XII, a área ficou sob o domínio muçulmano do sultão de Bijapur, cidade do vizinho estado indiano de Karnataka. No século XVI, os portugueses dominaram Goa (1510) e se estabeleceram na região. Com essa colônia, Portugal dominou por bom tempo grande parte do comércio de especiarias e de temperos do Oriente para a Europa.

Os portugueses permaneceram em Goa até o século XX, apesar de curtas invasões dos britânicos nos séculos XVIII e XIX (época em que eles acabaram conquistando o restante da Índia). Em 1947, a Índia obteve sua independência do Reino Unido. Em seguida (1954), também os franceses devolveram à Índia o pequeno território de Pondichéry, que ocupavam desde o século XVII. Contudo, o governo de Portugal se recusou a negociar o estatuto de Goa (que incluía outros dois territórios portugueses na Índia, chamados Damão e Diu) com o governo indiano. Em 19 de dezembro de 1961, o exército da Índia invadiu e conquistou Goa, Damão e Diu, anexando-os ao país. Essa situação foi reconhecida pelo governo português apenas em 1974.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.