A capital oficial dos Países Baixos é Amsterdã. No entanto, a sede do governo e o tribunal de justiça do país situam-se em uma cidade chamada Haia. O Tribunal Internacional de Justiça, o mais alto tribunal da Organização das Nações Unidas, também se encontra lá, assim como outras organizações internacionais.

A parte mais importante da cidade é o grupo de edifícios governamentais conhecido como Binnenhof. Ali fica a Ridderzaal, ou Sala dos Cavaleiros, prédio construído por volta de 1280 que atualmente abriga o parlamento do país.

O Binnenhof é cercado por prédios que datam do século XV ao século XVIII. Dentre esses marcos históricos estão a velha prefeitura e a igreja protestante conhecida como Igreja Nova. A Grote of Sint Jacobskerk, também chamada simplesmente de Grote Kerk (Grande Igreja), tem o maior carrilhão do país, formado por um conjunto de sinos controlados por um teclado. O palácio Huis ten Bosch (Casa do Bosque) é uma das residências oficiais da realeza do país. O palácio Noordeinde é o local onde o atual rei dos Países Baixos, Guilherme Alexandre, cuida de seus deveres como chefe de estado.

Haia tem diversos museus. O Mauritshuis, situado em um edifício do século XVII, possui obras-primas de artistas holandeses e flamengos, dentre eles Rembrandt, Jan Steen e Jan Vermeer. O Gemeentemuseum (Museu Municipal) possui uma grande coleção de arte moderna que inclui pinturas do artista holandês Piet Mondrian. Um museu dedicado ao ilustrador M.C. Escher se localiza em um prédio que antigamente era um palácio real. Haia também tem uma orquestra sinfônica, uma biblioteca real e diversas academias de arte.

Haia é, acima de tudo, um centro administrativo, comercial e financeiro. As áreas bancária e de seguros também são importantes para a economia da cidade.

Haia desenvolveu-se ao redor de um castelo construído em 1248. Nele moravam os condes da região chamada Holanda. O governo de Holanda começou a se reunir nesse edifício no final do século XVI.

No final do século XVIII, a região caiu sob domínio francês, mas, em 1815, os Países Baixos se tornaram uma nação independente. A sede do governo foi transferida de Haia para Amsterdã, a nova capital oficial, porém foi levada novamente a Haia em 1913.

Durante a Segunda Guerra Mundial (1939–45), partes inteiras da cidade foram destruídas pelas forças alemãs. Acabada a guerra, essas áreas foram reconstruídas.

Na região metropolitana de Haia vivem 1.026.469 pessoas (estimativa de 2011).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.