O Iluminismo, ou Era da Razão, começou na Europa no século XVIII e se difundiu por muitas partes do mundo. Os pensadores iluministas se opunham ao poder absoluto dos reis e da Igreja Católica, usando a razão (pensamento lógico) e a ciência para criticar esse poder. As ideias dos criadores do Iluminismo influenciaram a Revolução Francesae a Revolução Americana.

Origens

Durante séculos, quase todos os países europeus foram governados por reis e rainhas. A coroa passava de pai para filho, e, segundo a crença da época, esse era um direito concedido por Deus. Os reis, o alto clero (dirigentes da Igreja) e a nobreza (formada pelas famílias mais ricas) desfrutavam as vantagens e os privilégios do poder.

No século XVI, durante o Renascimento (ou Renascença), na Europa, o número de pessoas instruídas começou a crescer. Estudiosos redescobriram os antigos pensadores gregos e romanos, que valorizavam o ser humano e sua capacidade de usar a razão. Cresceu o interesse pelo estudo da ciência. A Renascença produziu importantes descobertas no século XVII. Por exemplo, Galileu provou que a Terra se movia em torno do Sol e Isaac Newton formulou as leis da gravitação universal.

Ideias do Iluminismo

As ideias que floresceram nos séculos XVI e XVII influenciaram muitos pensadores do século XVIII, época do Iluminismo. Alguns dos mais famosos pensadores iluministas foram Denis Diderot, John Locke, Jean-Jacques Rousseau, Adam Smith e Voltaire.

Esses pensadores, ou filósofos, escreveram muitos livros, entre eles uma enciclopédia de 35 volumes. Alguns se opunham à religião em seus escritos, criticando o poder que a Igreja exercia sobre as pessoas. Também questionavam o poder absoluto dos monarcas para ditar leis e atacavam o direito divino, ou seja, a ideia de que os reis governavam por vontade de Deus.

Os pensadores do Iluminismo valiam-se da ciência e da razão para analisar as questões sociais. Eles acreditavam que todas as pessoas nasciam iguais e que a educação era um dos fatores que criava a desigualdade. Argumentavam que, com acesso universal à educação, todos teriam chances de construir uma vida melhor.

Resultados

As ideias do Iluminismo se difundiram rapidamente. Os chefes da Igreja Católica e os monarcas absolutistas tentaram, em vão, censurar ou banir os livros e os trabalhos dos filósofos. Eles tinham motivos para se alarmar. O Iluminismo levou muitas pessoas a mudar de atitude. Difundiu-se a ideia de que o poder de reis e rainhas deveria passar para o povo. Esse sentimento levou à Revolução Francesa e à Revolução Americana, movimentos que selaram o fim do absolutismo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.