O Império Mauria teve início em 321 a.C., na região da Índia. Até essa data, havia muitos reinos e territórios pequenos naquela área. Porém, com o início do Império Mauria, muitas dessas áreas se uniram sob um mesmo governante.

A certa altura, o Império Mauria se estendia do Himalaia, no nordeste, ao atual Afeganistão, no noroeste. Chegava também ao sul, quase na extremidade da Índia. Essa unidade territorial trouxe progresso a muitas áreas da vida indiana, como as artes, o comércio e a política.

Candra Gupta, o primeiro líder do império, foi o fundador da poderosa dinastia Mauria, em 321 a.C. Para expandir seu território, ele conquistou muitas terras ao redor. Seu filho Bindusara, que assumiu o trono em 297 a.C., conquistou mais terras ao sul.

Açoka (ou Asoka), filho de Bindusara, é o imperador mauria mais conhecido. Após se converter ao budismo, Açoka começou a escrever sobre sua nova religião. Sua obra abordava regras de conduta que ele esperava que fossem seguidas pelo povo. Muitas regras budistas de Açoka foram esculpidas em pilares, rochas e cavernas espalhados por todo o império. A influência religiosa de Açoka foi tão grande que ele se tornou um dos imperadores mais famosos da história indiana.

O território do Império Mauria foi dividido em quatro províncias, que, por sua vez, foram subdivididas em distritos e aldeias. Cada uma dessas províncias era governada por um príncipe da família real.

A sociedade mauria era dividida em sete grupos, ou castas, formadas por filósofos, agricultores, soldados, pastores, artesãos, juízes e conselheiros. Monges, sacerdotes e professores pertenciam à casta dos filósofos.

Um comandante militar assassinou o último imperador mauria, Brhadratha, em 185 a.C., e fundou sua própria dinastia, pondo fim ao Império Mauria.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.