A Irlanda do Norte é a menor das nações que formam o Reino Unido, um país da Europa ocidental. A Inglaterra, a Escócia e o País de Gales são as outras três nações. A Irlanda do Norte também é chamada de Ulster, pois inclui seis dos nove condados que formavam o antigo reino de Ulster. Sua capital é Belfast. A Irlanda do Norte tem 1.810.863 habitantes (censo de 2011) e sua área é de 14.135 km2.

Geografia

A Irlanda do Norte fica no nordeste da ilha da Irlanda. O país chamado Irlanda se estende pelo resto da ilha. O canal do Norte separa a Irlanda do Norte da Escócia, a leste; o mar da Irlanda a separa da Inglaterra e do País de Gales, a leste e a sudeste.

A Irlanda do Norte tem colinas rodeadas de montanhas baixas, e perto do centro do seu território fica Lough Neagh, o maior lago do Reino Unido. A costa norte é formada por milhares de montes rochosos. A Irlanda do Norte tem clima frio e chuvoso, com ventos fortes.

População

A população da Irlanda do Norte tem dois grupos principais. Cerca de metade dos habitantes descende de colonizadores escoceses e ingleses que chegaram no século XVII. A maioria deles é protestante. Aproximadamente dois quintos da população é de irlandeses e descende dos antigos celtas. Esse grupo é formado principalmente por católicos romanos. Quase todos os habitantes falam inglês.

Economia

Serviços como saúde, educação, governo e bancos são muito importantes para a economia norte-irlandesa. A indústria e a agricultura também são relevantes. As fábricas produzem automóveis, aviões, artigos têxteis, roupas e alimentos. Os agricultores criam porcos, gado bovino, ovelhas e frangos. Entre as principais culturas agrícolas estão a cevada, o trigo, a aveia e a batata.

História

Por volta de 300 a.C. os celtas invadiram a Irlanda, vindos da Europa. Instalaram reinos na ilha, entre eles o Ulster, no norte. A Inglaterra conquistou a Irlanda no século XII. No século XVI, os ingleses romperam com a Igreja Católica e se tornaram anglicanos. Eles tentaram obrigar os irlandeses a fazer o mesmo. Os irlandeses, que na maioria eram católicos, se rebelaram, mas foram derrotados. No século XVII, o rei inglês enviou protestantes da Escócia e da Inglaterra para se estabelecer no Ulster, o que gerou combates entre protestantes e católicos.

Em 1801, a Irlanda foi oficialmente anexada à Inglaterra, à Escócia e ao País de Gales para formar o Reino Unido. O povo irlandês não aceitou o domínio britânico e, no começo do século XX, começou a lutar pela independência. Os protestantes do norte, porém, queriam permanecer no Reino Unido. Em 1920, o governo britânico dividiu a ilha em duas partes. A Irlanda do Norte foi criada a partir de seis condados predominantemente protestantes, no norte. Os outros três condados do norte foram anexados ao resto da Irlanda, que se tornou um país separado em 1921.

No final dos anos 1960 irromperam combates entre os católicos e os protestantes da Irlanda do Norte. Os britânicos enviaram soldados para deter a violência. Em resposta, um grupo católico chamado Exército Republicano Irlandês (ou IRA, sigla do nome em inglês) começou a praticar o terrorismo contra os britânicos. O IRA queria expulsar os britânicos e juntar a Irlanda do Norte à Irlanda. Milhares de pessoas foram mortas ou feridas durante a onda de violência.

O IRA e o governo britânico assinaram um acordo de paz em 1998. Em 1999, o governo britânico cedeu algum poder para que a Irlanda do Norte pudesse se autogovernar. Porém muitas vezes protestantes e católicos tiveram dificuldade para trabalhar em conjunto. Em diversas ocasiões, devido a conflitos, o governo britânico suspendeu esses poderes.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.