A primeira pessoa a se tornar primeiro-ministro da Índia foi Jawaharlal Nehru, que assumiu o cargo em 1947. Por mais de vinte anos, ele trabalhou com Mahatma Gandhi para libertar a Índia do domínio britânico. O povo indiano o chamou de Pandit, que significa “homem sábio”.

Nehru nasceu em 14 de novembro de 1889, em Allahabad, na Índia. Na infância, aprendeu vários idiomas: hindi, sânscrito e inglês. Em 1905, foi para a Inglaterra, onde fez o curso de direito. Retornou à Índia em 1912 e tornou-se advogado em Allahabad.

Nehru conheceu Gandhi em 1916, época em que a Índia era colônia britânica. Nehru logo se uniu à luta de Gandhi pela independência da Índia e ingressou no grupo político que este liderava, o Partido do Congresso. Em 1929, Gandhi escolheu-o para ser presidente do partido. O empenho de Nehru pela independência da Índia não agradou nada aos britânicos e, entre 1921 e 1945, ele foi preso nove vezes.

Em 1947, a Índia finalmente deixou de ser colônia e foi dividida em dois novos países: Índia e Paquistão. Nehru tornou-se primeiro-ministro da Índia e empenhou-se em modernizar o país, entre outras coisas estimulando a pesquisa em ciência e tecnologia. Além disso, mudou a legislação antiga para conceder mais direitos às mulheres indianas.

Nehru permaneceu no cargo de primeiro-ministro até a morte, em 27 de maio de 1964, em Nova Délhi. Sua filha, Indira Gandhi – que adotara o sobrenome de Gandhi por razões políticas –, tornou-se primeira-ministra dois anos depois.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.