Jerusalém é uma antiga cidade do Oriente Médio, na Ásia. Três grandes religiões — judaísmo, cristianismo e islamismo — consideram-na sagrada. Na atualidade, Jerusalém tem sido a fonte de muitos conflitos. Israel afirma que a cidade é a sua capital. Os palestinos, porém, combatem essa pretensão.

Principais locais sagrados

A área de Jerusalém chamada Cidade Velha tem muitos sítios religiosos importantes. Os judeus consideram que o Muro das Lamentações (também conhecido como Muro Ocidental) seja um centro de orações sagrado. Ele é tudo o que resta do Segundo Templo de Jerusalém, que foi destruído na Antiguidade.

Os cristãos consideram Jerusalém sagrada em virtude de suas ligações com Jesus. A Igreja do Santo Sepulcro fica em Jerusalém. Os cristãos a construíram sobre o local onde acreditam que Jesus tenha sido morto, enterrado e depois ressuscitado.

O principal sítio sagrado muçulmano em Jerusalém é um monumento chamado Domo da Rocha. Os muçulmanos acreditam que ele seja o lugar de onde um anjo transportou Maomé, o fundador do islamismo, para o céu.

Economia

Muitas pessoas em Jerusalém trabalham nas áreas de serviços: no governo, na assistência à saúde ou na educação. A cidade também é um centro turístico e bancário. As indústrias fabricam produtos eletrônicos, alimentos processados e outros bens.

História

Há pessoas vivendo em Jerusalém há pelo menos 5 mil anos. Por volta do ano 1000 a.C., o rei Davi transformou-a na capital do reino judaico de Israel. Os judeus construíram o Primeiro Templo de Jerusalém no século X a.C. Soldados da Babilônia o destruíram em 586 a.C. e obrigaram muitos judeus a deixar Jerusalém. Cerca de cinquenta anos mais tarde, muitos desses judeus retornaram e construíram o Segundo Templo.

Jesus foi morto em Jerusalém, por volta do ano 30 d.C.. Naquela época, Jerusalém fazia parte do Império Romano. No ano 70 d.C., os romanos destruíram grande parte da cidade, inclusive o Segundo Templo.

Vários líderes muçulmanos governaram Jerusalém grande parte do tempo desde o século VII até o início do século XX. Soldados cristãos chamados cruzados capturaram várias vezes a cidade entre os séculos XI e XIII.

O país chamado Israel foi criado em 1948. O plano era que as Nações Unidas governassem Jerusalém como cidade internacional, mas a guerra eclodiu. Durante os combates, o país que atualmente se chama Jordânia capturou a região leste de Jerusalém. Israel conquistou a parte oeste e depois tomou o controle de toda a cidade, em 1967. Tem uma população de 788.100 habitantes (estimativa de 2011).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.