Kinshasa é a capital da República Democrática do Congo, um país da África central. A cidade é uma das maiores do continente.

A maior parte das atividades comerciais e industriais da República Democrática do Congo concentra-se na capital. Suas fábricas produzem tecidos e processam alimentos, bebidas e produtos químicos. A cidade também possui um dos principais portos do rio Congo. Kinshasa é, além disso, um centro de educação e cultura.

As margens do rio Congo já eram habitadas há milhares de anos. Em 1881, o explorador Sir Henry Morton Stanley estabeleceu um posto comercial ali e o chamou de Leopoldville, em homenagem ao rei Leopoldo II da Bélgica.

Quatro anos depois, a Bélgica colonizou a região. Leopoldville virou uma cidade e, em 1923, tornou-se capital da colônia, o Congo Belga. Após a independência do país, em 1960, Leopoldville se manteve como capital. Em 1966, passou a se chamar Kinshasa.

Alguns órgãos do governo da República Democrática do Congo foram transferidos para a cidade de Lubumbashi em 2000, mas Kinshasa continuou a ser o local de residência do presidente. A população da cidade, incluída a região metropolitana, é de 11.587.000 habitantes (estimativa de 2014).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.