Kosovo é um país situado no sudeste da Europa. Foi província da Sérvia até 2008, quando se declarou independente. Sua capital é Pristina. O país tem 1.859.000 habitantes (estimativa de 2014) e área de 10.908 km2.

Kosovo faz fronteira com a Sérvia ao norte e a leste; com a Macedônia ao sul; com a Albânia a oeste; e com Montenegro a noroeste. Seu território consiste em grande parte de duas bacias localizadas entre montanhas.

A terra é boa para a agricultura. A população de Kosovo planta cereais, entre eles trigo, cevada e milho, além de cultivar frutas e verduras. O tabaco é cultivado para venda.

Mais de 90 por cento da população de Kosovo é formada por albaneses. Entre os demais habitantes, a maioria é de sérvios. O islamismo é a principal religião.

Kosovo ficava no coração do antigo império dos sérvios. Em 1389, toda a área foi conquistada pelo exército turco otomano, e as duas regiões, Kosovo e Sérvia, assumiram identidades separadas. A Sérvia conquistou a independência em relação à Turquia no começo do século XIX e obteve novamente o controle sobre Kosovo em 1912. Em 1918, a Sérvia tornou-se parte do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, que em 1929 passou a chamar-se Iugoslávia. Kosovo continuou a ser parte da Sérvia mesmo depois que o resto da Iugoslávia se desmembrou, no começo da década de 1990.

Nessa mesma época, os albaneses kosovares começaram um movimento para se libertar. Um grupo chamado Exército de Libertação de Kosovo (ELK) iniciou uma revolta armada em 1996. O governo sérvio reagiu atacando os albaneses e tentando fazê-los deixar a província. Em 1998, os combates entre o ELK e os soldados sérvios se acirraram.

A luta armada terminou em 1999. A Organização das Nações Unidas se responsabilizou então pela administração da província. Em fevereiro de 2008, Kosovo declarou formalmente sua independência da Sérvia. Os Estados Unidos e vários países-membros da União Europeia reconheceram o novo país, mas a Sérvia, a Rússia e vários outros países, não.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.