Um dos maiores ciclistas profissionais da história, o atleta Lance Armstrong, dos Estados Unidos, foi a única pessoa a vencer sete vezes o Tour de France (Volta da França), a corrida de bicicleta mais difícil do mundo.

Lance Armstrong nasceu em 18 de setembro de 1971, em Plano, no estado do Texas. Já na infância era bom em esportes. Aos 13 anos venceu o Iron Kids Triathlon (Triatlo dos Meninos de Ferro), uma prova que envolve natação, corrida e ciclismo. Depois de terminar o Ensino Médio, dedicou-se exclusivamente ao ciclismo. Em 1990, venceu o Campeonato Amador dos Estados Unidos desse esporte.

Armstrong começou a ganhar dinheiro como ciclista profissional em 1992. No ano seguinte venceu o campeonato mundial masculino de provas de estrada e muitas outras competições. Em 1993 e 1995, Lance Armstrong venceu estágios, ou etapas, da famosa corrida chamada Tour de France, que dura três semanas.

Em 1996, ele se tornou o maior ciclista masculino do mundo. Porém, naquele mesmo ano, descobriu que estava com câncer. Uma cirurgia e um tratamento chamado quimioterapia o curaram.

Os médicos duvidavam de que Armstrong pudesse voltar a praticar um esporte que exige tanto esforço físico como o ciclismo. No entanto, em 1999 ele realizou algo espetacular: venceu o Tour de France. Antes dele, só um ciclista americano tinha ganhado essa prova. Armstrong voltou a vencer o Tour de France em todos os seis anos seguintes. Depois do triunfo em 2005, ele abandonou o ciclismo profissional e passou a se dedicar à conscientização das pessoas a respeito do câncer. Voltou a correr em 2009 e ficou em terceiro lugar no Tour de France daquele ano. Ele abandonou novamente o ciclismo profissional em 2011.

Armstrong enfrentou várias acusações de doping durante as corridas. Ele negou que tivesse usado drogas. No entanto, em 2012, perdeu os sete títulos conquistados no Tour de France por causa das acusações.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.