Em 1919 o Congresso dos Estados Unidos da América aprovou uma emenda na Constituição tornando as bebidas alcoólicas ilegais. A proibição entrou em vigor em 1920, dando início a um período conhecido como Lei Seca. A medida despertou tanta insatisfação popular que o Congresso aprovou outra emenda em 1933 pondo fim a ela.

Apesar da lei, muitas pessoas queriam continuar consumindo bebidas alcoólicas. Algumas compravam-nas em bares clandestinos chamados speakeasies, que conseguiam as bebidas através de contrabandistas. Gângsteres armados, como um chamado Al Capone, controlavam o fornecimento. Essa época ficou famosa pela violação das leis.

Em 1932, o Partido Democrata chegou ao poder prometendo acabar com a Lei Seca. Antes do final de 1933, foi aprovada a emenda que cancelava a emenda constitucional anterior que proibia as bebidas que continham álcool. Os legisladores, porém, não haviam esquecido que o consumo de bebidas alcoólicas pode ser bastante nocivo para as pessoas, então aprovaram várias leis novas para controlar seu uso.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.