A mais antiga república da África é a Libéria, cujo nome significa “terra dos livres”. Escravos libertos dos Estados Unidos constituíram o país na década de 1820. A capital é Monróvia, que também é a maior cidade do país. A população da Libéria é de 4.192.000 habitantes (estimativa de 2014) e sua área é de 96.917 km2.

Geografia

A Libéria faz fronteira com Serra Leoa, Guiné e Costa do Marfim. O oceano Atlântico fica no sudoeste. Ao longo do litoral há planícies baixas e arenosas. No interior ficam colinas e montanhas de baixa altitude. O clima é quente e úmido o ano inteiro.

Flora e fauna

Florestas tropicais típicas cobrem cerca de um quinto da Libéria. A rica vida selvagem do país inclui macacos, chimpanzés, antílopes, cobras, elefantes e os raros hipopótamos-pigmeus.

População

Entre os muitos grupos étnicos da Libéria, estão os povos kpelle, bassa, grebo, gio, kru e mano. Os liberianos descendentes dos escravos libertos que vieram dos Estados Unidos formam um pequeno grupo. Todos eles falam inglês, mas cada grupo tem sua língua própria. A maioria pratica as religiões tradicionais africanas, mas há muitos cristãos e muçulmanos.

Economia

A Libéria é um país pobre. A maioria da população cultiva arroz, mandioca e verduras, além de criar animais para o sustento da família. O país também produz borracha, café, cacau e óleo de palma. Entre os recursos naturais há minério de ferro, diamantes e madeira. O setor governamental gera muitos empregos.

História

Povos africanos viviam no território que hoje é a Libéria quando os primeiros exploradores europeus chegaram à costa no século XV. No começo do século XIX, a Sociedade Americana de Colonização ajudou a enviar escravos libertos americanos para lá. A Libéria tornou-se uma república independente em 1847 e, desde então, mantém vínculos estreitos com os Estados Unidos.

A pequena população de liberianos descendentes de afro-americanos controlava a Libéria até 1980, ano em que os militares derrubaram o governo. Em 1989, os rebeldes deram início a uma brutal guerra civil, na qual até crianças lutaram como soldados. O conflito terminou em 2003.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.