Lisboa é a capital de Portugal, um país do sudoeste da Europa. A cidade fica à margem do rio Tejo, perto do ponto em que ele deságua no oceano Atlântico.

Locais de interesse

Lisboa é uma cidade de cafés, docerias e livrarias. Com a tradição do mar, sua culinária oferece muitos pratos com peixes, principalmente o bacalhau e a sardinha assada, tudo acompanhado de vinho ou aguardente, ao som do fado, a tradicional música portuguesa. Os bairros da Alfama, da Baixa e do Chiado falam das tradições do povo de marinheiros e pescadores. Na parte alta da cidade, o Castelo de São Jorge domina a paisagem. O castelo é uma fortaleza que começou a ser construída por volta do século X e séculos depois se tornou residência real.

No bairro de Belém está a Torre de Belém, mandada construir por dom Manuel I, o Venturoso, como monumento marcante do domínio português na era das navegações. No mesmo bairro está o Mosteiro dos Jerônimos, outra atração histórica, da época do mesmo rei.

Em 1998, Lisboa abrigou uma grande exposição internacional, a Expo 98, com o tema “Os oceanos: um patrimônio para o futuro”. Muita coisa foi construída para o evento, revolucionando a região da cidade à margem do rio Tejo com um complexo que foi chamado de Parque das Nações. O Pavilhão dos Oceanos, que é o maior oceanário europeu, permaneceu como grande atração da cidade.

Economia

Lisboa enriqueceu com o comércio marítimo nos séculos XV e XVI, quando era o centro do grande e poderoso Império Português. Hoje continua sendo o principal porto de Portugal e sua maior cidade, além de ser um centro comercial e industrial.

Turismo, bancos, seguros e outros ramos de serviços são importantes para a economia de Lisboa. A Grande Lisboa é também um grande centro industrial. Entre as manufaturas tradicionais da região destacam-se as de sabão e as de aço, além das de cimento, produtos eletrônicos e de papel, automóveis e alimentos.

História

Um povo antigo, os fenícios, provavelmente fundou Lisboa como posto comercial por volta do século XIII a.C. Posteriormente a cidade foi dominada pelo Império Romano e por povos germânicos.

Os muçulmanos do norte da África (mouros) assumiram o controle da região no século VIII. Em 1147, Afonso Henriques derrotou os mouros com seu exército cristão, se autoproclamou rei de Portugal (dom Afonso I) e conquistou a cidade. Lisboa se tornou capital de Portugal em 1256.

Nos séculos XV e XVI, exploradores e conquistadores portugueses criaram um enorme império ultramarino. Lisboa tornou-se o centro comercial do Império Português. Muitos lisboetas enriqueceram.

Um dos maiores terremotos já ocorridos atingiu Lisboa em 1755, causando um tsunami que matou milhares de pessoas e destruiu grande parte da cidade.

Lisboa foi rapidamente reconstruída, sob a direção do marquês de Pombal. A cidade se expandiu nos séculos XIX e XX. Seu sistema de transporte alia bondes (chamados “elétricos”) a ônibus (“autocarros”), trens (“comboios”) e metrô. A população da cidade é de 545.245 habitantes e em sua área metropolitana vivem 2.815.851 pessoas (estimativas de 2011).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.