Machu Picchu é uma cidade desabitada que pertenceu ao Império Inca e fica no alto das montanhas do centro-sul do Peru, na América do Sul. Seu nome significa “velho pico” em quíchua, a língua dos incas, falada até hoje em quase toda a região dos Andes. As moradias desse sítio arqueológico provavelmente foram construídas e ocupadas do meio do século XV a meados do século XVI. É um dos poucos sítios indígenas americanos antigos encontrados quase intactos.

Machu Picchu está situada 80 quilômetros a noroeste da cidade de Cuzco, que era a capital do Império Inca. Fica entre dois picos pontiagudos no leste da cordilheira dos Andes, a 2.350 metros de altitude. Uma floresta montanhosa rodeia o sítio.

Machu Picchu se divide em duas partes, uma rural e outra urbana. A parte rural, ou agrícola, é formada de campos em forma de degraus, chamados terraços. Os incas usavam esses terraços para cultivar alimentos como milho e batata-doce. A parte urbana possui praças, templos, casas e um cemitério. Essas construções são interligadas por passarelas e escadarias com milhares de degraus de pedra.

A maioria das estruturas está muito bem preservada devido à boa qualidade da engenharia inca e de suas edificações de pedra. Uma construção notável é o Templo do Sol. Uma vez por ano, através de uma janela, a luz do sol bate bem no centro de uma grande pedra, marcando a passagem do deus Sol. Essa pedra era uma espécie de calendário solar. Outra famosa estrutura é um pilar conhecido como o Intihuatana. Provavelmente era usado para marcar o decorrer das estações do ano.

O papel de Machu Picchu na sociedade incaica ainda não foi totalmente compreendido. Muitos arqueólogos acreditam que fosse uma afirmação de poder do imperador inca. Tampouco se sabe por que o sítio foi abandonado. A falta de água pode ter sido uma das razões disso.

Machu Picchu permaneceu oculta dos espanhóis quando eles conquistaram o Império Inca, no século XVI. O sítio foi em parte tomado pelo mato e, durante séculos, só permaneceu conhecido das poucas pessoas que viviam na área. O mundo veio a saber da existência dessas ruínas apenas em 1911, quando um camponês local levou um arqueólogo americano até lá. Hoje Machu Picchu é uma atração turística muito popular, que atrai curiosos do mundo inteiro.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.