Mao Tsé-tung foi um líder político que governou a China de 1949 a 1976. Ele liderou o Partido Comunista Chinês e promoveu mudanças fundamentais em seu país, algumas das quais levaram a períodos de grandes convulsões sociais. Seu nome também pode ser escrito como Mao Zedong.

Juventude

Filho de camponeses, Mao nasceu em 26 de dezembro de 1893, na aldeia de Shaoshan, no sudeste da China. Em 1911, com 18 anos, lutou em uma revolução que obrigou o último imperador da China a deixar o poder.

Enquanto estudava na Universidade de Pequim, Mao se interessou pelo comunismo. Esse sistema pregava que tudo devia ser feito com o objetivo de alcançar o bem-estar social e que não houvesse propriedade privada — ou seja, que todos os bens fossem coletivos. Mao passou a acreditar que a China deveria ter governo comunista. Em 1921, com 28 anos, ele se filiou ao Partido Comunista Chinês.

Ascensão ao poder

No início dos anos 1920, os comunistas colaboravam com outro partido, o Nacionalista, que estava no poder. Em 1926, porém, um novo líder nacionalista chamado Chiang Kai-shek voltou-se contra os comunistas. Mao passou a combater os nacionalistas.

Mao fundou uma base comunista no sudeste da China, e os nacionalistas a atacaram. Os integrantes dessa base comunista viram-se obrigados a fugir, e sua longa caminhada ficou conhecida como a Grande Marcha. Ela durou de outubro de 1934 a outubro de 1935, quando chegaram ao noroeste da China, onde montaram uma nova base. Foram quase 10.000 quilômetros percorridos em condições extremamente duras, passando fome e frio. Eram 100 mil homens (30 mil soldados, dos quais 20 mil feridos, e 70 mil camponeses), que formaram o Exército de Libertação Popular.

Em 1937, comunistas e nacionalistas se uniram para combater os japoneses, que tinham invadido a China. Os japoneses foram derrotados em 1945, ao final da Segunda Guerra Mundial. Então recomeçou a luta entre os nacionalistas e os comunistas. As forças de Mao saíram vitoriosas em 1949. Mao fundou a República Popular da China e tornou-se seu presidente.

O presidente Mao

Mao procurou transformar a economia chinesa. Em 1958, ele lançou um programa chamado Grande Salto à Frente. Entre outras mudanças, fez os camponeses trabalharem em enormes fazendas coletivas. O programa fracassou, porque desestruturou toda a cadeia produtiva. A produção agrícola sofreu uma queda tão grande que muitas pessoas morreram de fome.

Em 1966, Mao lançou um outro movimento, chamado Revolução Cultural, cujo objetivo era reforçar o domínio dos comunistas sobre a China. Fechou as escolas e formou grupos de jovens chamados Guardas Vermelhos. Era a ditadura do pensamento único. Os Guardas Vermelhos atacavam pessoas que discordavam do governo, destruíam propriedades e bens culturais.

A Revolução Cultural enfraqueceu a China, mas, apesar disso, continuou em vigor enquanto Mao viveu. Ele morreu em Pequim, em 9 de setembro de 1976.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.