Maria Esther Bueno é considerada a maior tenista brasileira da história e uma das maiores do mundo. Durante a carreira, venceu dezenove torneios do Grand Slam, que é o grupo de torneios mais importantes de uma temporada de tênis. Foi declarada campeã mundial em 1959, 1960, 1964 e 1966. Por mais de dez anos, figurou na lista de melhores tenistas do mundo.

Carreira

Maria Esther Andion Bueno nasceu em São Paulo, em 11 de outubro de 1939. Começou a jogar tênis ainda criança e com 11 anos participou do primeiro campeonato. Aos 18, conquistou seu primeiro título internacional, nos Estados Unidos.

A tenista acumulou mais de quinhentos títulos ao longo da carreira. Na década de 1960, chegou a jogar por mais de dez horas seguidas em partidas de duplas de Wimbledon, na Inglaterra.

Depois de enfrentar uma hepatite e algumas contusões menores, em 1967 Maria Esther sofreu uma contusão mais séria no braço direito. Passou por várias cirurgias e voltou a jogar em 1974, vencendo o Torneio Aberto do Japão na categoria Simples.

Homenagens

No ano de 1977, em Wimbledon, Maria Esther Bueno anunciou sua aposentadoria. Em 1978, seu nome foi incluído na galeria do International Tennis Hall of Fame. Foi homenageada também pelos ingleses: uma estátua de cera que a representa foi incluída no famoso Museu Madame Tussauds, em Londres.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.