O boxeador Muhammad Ali foi um atleta talentoso, dotado de uma personalidade que lhe trouxe fãs e fama. Ficou conhecido por frases como “Eu sou o maior!” e “Pairo no ar como uma borboleta e pico como uma abelha”.

Muhammad Ali nasceu em 17 de janeiro de 1942, em Louisville, no estado de Kentucky, nos Estados Unidos. Seu nome era Cassius Marcellus Clay. Aos 18 anos, Clay ganhou uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Roma. Tornou-se campeão mundial dos pesos-pesados em 1964.

No mesmo ano, Clay aderiu ao movimento muçulmano norte-americano Nação do Islã e mudou de nome para Muhammad Ali. Na época, os Estados Unidos estavam em guerra com o Vietnã. Em 1967, Ali recusou-se a ingressar no exército, alegando motivos religiosos. Foi então condenado por infringir a lei. Seu título lhe foi tirado, e ele não podia mais lutar. Todavia, a Suprema Corte dos Estados Unidos declarou-o inocente em 1971.

Numa luta contra George Foreman em 1974, Ali recuperou o título de campeão mundial. Em 1979, anunciou que iria se retirar do esporte. Ele participou de lutas em 1980 e 1981, mas foi derrotado em ambas as vezes. Nos últimos anos, foi vitimado por uma doença semelhante ao mal de Parkinson. Apesar da doença, permaneceu bastante ativo, inclusive viajando para diversos lugares como Mensageiro da Paz da ONU. Em 1996, na abertura das Olimpíadas de Atlanta, recebeu a honra de acender a pira olímpica. Muhammad Ali morreu em 3 de junho de 2016, na cidade de Phoenix, no Arizona.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.