Na mitologia da Grécia antiga, Narciso era um rapaz muito belo. Ele amava a si mesmo mais que às outras pessoas, e foi isso que o levou à morte.

O pai de Narciso era o deus dos rios, Cefiso, e sua mãe era Liríope, uma ninfa, divindade menor.

Segundo a lenda, Narciso era tão belo que muitas moças se apaixonaram por ele, mas ele achava que nenhuma estava à altura de seu amor. Narciso rejeitou a ninfa Eco, que então se escondeu de tudo e todos; de tanta vergonha, ela acabou definhando e se transformando apenas em ossos e voz. Os ossos de Eco viraram pedras, que refletiam com sua voz o que as pessoas falavam. Os deuses quiseram punir Narciso e o fizeram apaixonar-se por sua própria imagem. Quando ele se inclinou sobre um lago para beber água, viu seu próprio reflexo na água. Ficou tão encantado com a imagem que não conseguiu mais deixar de olhá-la, e acabou definhando e morrendo ali. Depois, os deuses se apiedaram de Narciso e o converteram em uma flor.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.