A população da Nigéria é maior do que a de qualquer outro país da África. O solo do país é rico em petróleo e gás natural. Abuja é a capital. O país tem 177.156.000 habitantes (estimativa de 2014) e sua área é de 923.768 km2.

Geografia

A Nigéria fica na África ocidental. Faz fronteira com o Benin, o Níger, o Chade e a República dos Camarões. O golfo da Guiné, que é parte do oceano Atlântico, fica ao sul.

A Nigéria tem planícies no norte e no sul. No centro há colinas e platôs, que são terras altas e planas. Seus dois rios principais são o Níger e o Benue. O lago Chade situa-se na margem nordeste do país.

A Nigéria tem clima quente, com estações chuvosas e secas. O sudeste recebe a maior parte da chuva.

Flora e fauna

Pântanos e mangues margeiam o litoral da Nigéria. Florestas tropicais crescem no sudoeste. No centro do país ficam florestas e pastagens abertas. Pastagens e árvores esparsas crescem no seco norte.

Antigamente, muitos animais selvagens nigerianos, como antílopes, girafas, hienas, leões, leopardos, elefantes, macacos, gorilas e chimpanzés, se espalhavam livremente por seus habitats naturais. Hoje em dia, a maior parte desses animais pode ser encontrada apenas em parques nacionais. Outros animais selvagens do país incluem cobras, crocodilos e hipopótamos. Avestruzes e cegonhas habitam as pastagens. Papagaios e tucanos vivem nas florestas.

População

Há cerca de 250 grupos étnicos na Nigéria. Cada um deles tem seus próprios costumes e sua língua. Os quatro maiores grupos são os hauçás, os iorubas, os ibos e os fulanis. A língua mais falada é o hauçá. O inglês é a língua oficial.

Cerca da metade da população é cristã; a outra metade é muçulmana. Mais de 50 por cento das pessoas vivem nas áreas rurais.

Economia

A Nigéria é o maior produtor de petróleo da África. O país tem ainda depósitos de gás natural, de carvão e de estanho. Os principais produtos industriais são alimentos, tecidos, cimento, produtos químicos e outras mercadorias.

Muitos nigerianos são agricultores. Eles criam cabras, carneiros, gado bovino e porcos. Também cultivam sorgo, inhame, painço, mandioca, milho, amendoim, arroz e outras culturas. O país exporta sementes de cacau e borracha natural. Também são importantes a pesca e a exploração de madeira.

História

A região da Nigéria é habitada há milhares de anos. O povo nok vivia no planalto central cerca de 2 mil anos atrás. Depois, os iorubas se estabeleceram no oeste, os hauçás e os fulanis no norte, e os ibos no sudeste. Muitos reinos surgiram e terminaram.

Escravidão e domínio britânico

Os portugueses alcançaram a costa nigeriana em 1472. Por volta do século XVII, começaram a chegar navios negreiros de várias nações europeias, entre elas os ingleses. Os comerciantes de escravos capturaram milhões de nigerianos e os enviaram à América. Em 1807, os ingleses decidiram tornar ilegal o comércio de escravos.

Por volta do século XX, a Grã-Bretanha assumiu o controle da maior parte da região. Em 1914, os britânicos criaram uma única colônia juntando muitos estados que antes eram independentes. A Nigéria conquistou sua independência em 1960.

Após a independência

Grupos do novo país lutaram entre si pelo poder. Os militares assumiram o governo em 1966. Uma guerra civil irrompeu em 1967 e durou até 1970. Grupos militares controlaram a Nigéria até 1999, ano em que foram realizadas eleições democráticas. No entanto, a violência e os protestos continuam no século XXI.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.