A Organização para a Libertação da Palestina (OLP) é um grupo político que representa o povo palestino. Os palestinos são árabes que vivem em uma região chamada Palestina, no extremo leste do mar Mediterrâneo. Eles perderam grande parte de suas terras quando foi criado na região o país que se chama Israel, em 1948. Desde então, o povo palestino tem trabalhado para criar um estado palestino independente.

A OLP foi formada em 1964, com a reunião de vários grupos palestinos em uma mesma organização. Em 1969, Iasser Arafat assumiu o comando da OLP. Seu objetivo primeiro era destruir Israel e recuperar o território que tinha sido destinado a esse país, já que, segundo a OLP, o acordo promovido pela ONU para dividir a região entre os dois povos não tinha sido cumprido pelos israelenses.

Nos anos 1980, algumas pessoas dentro da OLP deixaram de lado o objetivo de destruir Israel, por acreditar que um estado palestino podia coexistir ao lado do israelense. Em 1988, os líderes da OLP declararam um país palestino independente e afirmaram que Israel também tinha direito de existir. Alguns grupos palestinos, porém, discordaram e continuaram a pregar a destruição de Israel.

Em 1993, a OLP e Israel participaram de negociações secretas em Oslo, na Noruega. As conversações levaram a uma série de acordos de paz. Pela primeira vez, Israel e a OLP admitiram, cada um de seu lado, que o outro tinha o direito de existir. Israel também concordou em abrir mão gradualmente de algumas das áreas palestinas que controlava. Um grupo chamado Autoridade Palestina foi criado para governar essas regiões. Arafat e dois líderes israelenses venceram o Prêmio Nobel da Paz em virtude de seus esforços.

A transferência de território não aconteceu, por causa dos combates entre Israel e os palestinos. Embora em 2005 Israel tenha oficialmente abdicado da Faixa de Gaza e de partes da Cisjordânia, na prática isso não chegou a se concretizar.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.