Pequim é a capital da China, um país do leste da Ásia. A cidade fica entre dois rios, numa planície do nordeste da China. É uma metrópole antiga, que constitui a sede do governo chinês há quase oitocentos anos. É também o principal centro industrial, educacional e cultural do país.

Pontos de interesse

Uma enorme praça chamada Tiananmen (Praça da Paz Celestial) é com frequência local de celebrações políticas. Muitos museus e monumentos ali se localizam. No final da praça há um grande portão com o mesmo nome, que se tornou um símbolo da China.

Do outro lado desse portão está a Cidade Proibida, grupo de construções do século XV que contém os palácios de vários imperadores antigos. A Cidade Proibida era assim denominada porque durante muitos anos as pessoas comuns não puderam entrar ali. Atualmente, é um museu aberto ao público.

Pequim é famosa por seus muitos parques. O Palácio de Verão é conhecido pela paisagem e pelas belas construções, como templos e pontes. O Parque Tiantan contém o Templo do Céu, onde imperadores costumavam rezar. O Parque Beihai foi construído no século XVII. Hoje, seu grande lago fica cheio de barcos no verão e de patinadores no inverno.

Economia

As principais fábricas de Pequim produzem tecidos, carros, aparelhos eletrônicos, computadores e maquinaria. Diferentemente do que acontece em outras grandes capitais, os camponeses cultivam frutas e verduras na própria cidade. O turismo também é uma atividade econômica importante para Pequim.

História

A área de Pequim é habitada há milhares de anos. Várias cidades foram construídas no local e depois destruídas. No século XIII, o líder mongol Kublai Khan construiu ali a cidade de Dadu e fez dela a capital da China. Exceto por alguns breves períodos, a cidade foi sempre a capital do país.

Foi renomeada como Beijing no início do século XV. “Pequim” é o nome pelo qual a cidade era chamada no Ocidente até o início da década de 1980. A partir dessa época, vários países ocidentais passaram a chamá-la de Beijing, que é o modo oficial de escrever o nome da cidade de acordo com as normas do governo chinês. Em português, porém, a forma “Pequim” continua a ser a mais utilizada.

Nos anos 1980 e 1990, três das áreas históricas de Pequim foram consideradas Patrimônio da Humanidade por um órgão das Nações Unidas. São elas a Cidade Proibida, o Palácio de Verão e o Templo do Céu. Ao mesmo tempo, muitos prédios de apartamentos, shopping centers e prédios de escritórios deram à cidade um novo visual. Alguns dos novos edifícios foram construídos para as Olimpíadas de 2008.

Pequim tem 18.629.000 habitantes (estimativa de 2013).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.