Até 2006, Plutão era considerado o menor planeta do Sistema Solar. Naquele ano, um grande grupo de cientistas decidiu que Plutão não era realmente um planeta, mas sim um planeta anão. Plutão fica muito distante da Terra, o que torna difícil sua observação, mesmo usando os telescópios mais poderosos.

Plutão orbita o Sol, ou seja, gira em torno dele, a uma distância média de cerca de 5,9 bilhões de quilômetros. Normalmente fica mais longe do Sol do que Netuno. No entanto, a órbita de Plutão, apesar de ser oval como a dos planetas, é mais alongada e inclinada em relação à deles. Assim, a distância de Plutão em relação ao Sol varia muito conforme ele percorre sua órbita. Por isso, a cada 228 anos, Plutão passa vinte anos mais perto do Sol do que Netuno. A última vez que isso aconteceu foi de 1979 a 1999.

O formato distinto da órbita, o tamanho pequeno e outras características particulares tornaram Plutão diferente dos oito planetas. Na década de 1990, cientistas descobriram um anel de milhões de fragmentos de gelo que giram em torno do Sol numa posição que fica além de Netuno. Plutão parece-se com alguns deles.

Características físicas

O diâmetro de Plutão — ou seja, a medida entre dois pontos opostos da superfície passando pelo centro — é de cerca de 2.300 quilômetros. Isso é menos que a metade do diâmetro do menor planeta do Sistema Solar, Mercúrio.

Os cientistas acreditam que Plutão seja constituído de material rochoso e gases congelados. Algumas áreas da superfície de Plutão são bem claras, enquanto outras são escuras. As regiões claras são provavelmente compostas de um gás congelado chamado nitrogênio.

Plutão é tão distante do Sol que recebe muito pouca luz. Acredita-se que a temperatura média em sua superfície seja de -233°C.

Translação e rotação

Assim como os oito planetas, Plutão realiza dois movimentos simultâneos: translação (órbita em torno do Sol) e rotação (giro em torno de si mesmo). Plutão leva 248 anos terrestres para completar uma volta ao redor do Sol. Isso significa que um ano em Plutão equivale a 248 anos na Terra. Ele gira em torno de si mesmo bem devagar, demorando aproximadamente 6,5 dias terrestres para completar uma volta. Portanto, um dia em Plutão equivale a 6,5 dias na Terra. Por ser inclinado, ele gira em torno de seu eixo horizontal.

Luas

Plutão tem cinco luas conhecidas: Caronte, Nix, Hidra, Cérbero e Estige. Caronte é bem maior do que as outras quatro luas.

Observação e exploração

Em 1930, usando um telescópio, o astrônomo americano Clyde Tombaugh descobriu Plutão. Os cientistas acreditaram que Plutão fosse o nono planeta do Sistema Solar. Em 2006, os Estados Unidos lançaram uma sonda espacial chamada New Horizons (Novos Horizontes) para explorar Plutão. O tempo de viagem estimado para chegar até lá era de nove anos. Meses depois, ainda em 2006, os cientistas decidiram que Plutão passaria a ser considerado um planeta anão, e não mais um planeta. Por isso, o Sistema Solar, que se acreditava ter nove planetas, passou a ter oito.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.