Porto-Novo é a capital de Benin, país da África ocidental. Situada na costa de uma laguna conectada ao oceano Atlântico, Porto-Novo é a sede do poder legislativo do país. Todavia, o gabinete do presidente e a maioria dos órgãos do governo ficam em Cotonou, a maior cidade do país.

Porto-Novo fica em uma área agrícola. Por isso, os fazendeiros vendem diretamente seus produtos na cidade.

Os primeiros habitantes da região de Porto-Novo foram os iorubas, que lá se estabeleceram no fim do século XVII. No século seguinte, o local recebeu membros do povo adja que vieram de Allada, outra cidade de Benin. Pouco depois, os portugueses estabeleceram um posto comercial ali e batizaram a vila com o nome atual. Por isso, o nome oficial da cidade é em português, apesar de hoje o idioma não ser falado lá. Os portugueses ainda fizeram de Porto-Novo um centro de comércio de escravos. Embarcavam os africanos para a América, sobretudo o Brasil, como mão de obra escrava.

Os franceses conquistaram a região no fim do século XIX e transformaram a cidade na capital da colônia de Daomé. Em 1960, Daomé tornou-se um país independente, tendo Porto-Novo como capital, e, em 1975, foi rebatizado como Benin. A população da cidade é de 276.993 habitantes (estimativa de 2009).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.