Porto Velho é a capital do estado de Rondônia, na região Norte do Brasil. Foi se formando no meio da floresta Amazônica durante as obras da Estrada de Ferro Madeira–Mamoré e se tornou a maior do estado, tanto em extensão quanto em população. Está situada nas barrancas do rio Madeira, o maior afluente da margem direita do Amazonas.

Locais de interesse

O Museu da Estrada de Ferro Madeira–Mamoré conta um pouco da epopeia em meio à selva da Amazônia.

Como a cidade nasceu a partir do núcleo formado para a construção dessa estrada, juntando gente de diferentes pontos do Brasil, seu artesanato, basicamente em argila, borracha, cipó e bambu — matérias-primas locais — é bastante diferenciado. Pode ser visto na Casa do Artesão ou nas feiras locais.

Economia

A economia de Porto Velho é baseada na mineração de cassiterita e ouro. Também são desenvolvidas atividades pesqueiras nos rios e comerciais na cidade. Na agricultura, os principais produtos da região são arroz, mandioca, milho e abacaxi.

História

Os primeiros projetos de construir uma ferrovia que facilitasse o escoamento da borracha da Bolívia e da região do rio Guajará-Mirim datam de meados do século XIX. A ideia só saiu do papel no início do século XX.

Ao mesmo tempo, começou a construção de uma pequena cidade nos arredores de um antigo porto usado por militares, na margem direita do rio Madeira. Como o porto novo estava localizado em Santo Antônio, cidade a alguns quilômetros de distância, a nova cidade recebeu o nome de Porto Velho.

Em 1912, com a conclusão da obra da estrada de ferro, a população local já era de mil habitantes. Dois anos mais tarde, Porto Velho foi oficializada como município, mas ainda pertencia ao estado do Amazonas.

Durante o Ciclo da Borracha, a cidade prosperou. A desvalorização do produto no mercado internacional, em meados do século XX, levou Porto Velho à estagnação. No meio da floresta, suas fontes de recursos minguaram.

Em 1943, com a criação do Território Federal do Guaporé, Porto Velho foi declarada sua capital. Em 1956, Guaporé mudou de nome para Rondônia.

A situação econômica da cidade só voltaria a ganhar algum impulso com a descoberta da cassiterita, no final da década de 1950, e de ouro, no rio Madeira.

Na década de 1970, o governo federal decidiu abrir uma nova fronteira agrícola em Rondônia, como meio de ocupar a região e garantir a segurança nacional. Nessa época, quase 1 milhão de pessoas migrou para o estado e Porto Velho passou, em pouco tempo, de 90 mil para 300 mil habitantes.

Em 1982, o Território de Rondônia mudou de categoria, tornando-se um estado. E Porto Velho permaneceu como capital.

O crescimento rápido e desordenado trouxe problemas para a cidade, especialmente no que se refere à moradia e à infraestrutura urbana. Atualmente, Porto Velho conta com 426.558 habitantes (censo de 2010), sendo a terceira cidade mais populosa da região Norte; as duas primeiras são Manaus e Belém.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.