A Prússia foi uma região histórica da Europa que fazia fronteira com a costa sudeste do mar Báltico. Era conhecida por seu poderoso exército. Após séculos de conquistas, uniões e separações, deu origem à Alemanha, em 1871, tornando-se parte desse outro país.

Primeiros tempos

Os primeiros prussianos eram tribos de caçadores e criadores de gado aparentados aos letões e aos lituanos. No século XIII, a Ordem Teutônica, um grupo de cavaleiros germânicos, conquistou os prussianos e introduziu o cristianismo entre eles.

Durante o século XV, a Polônia e a Lituânia derrotaram os cavaleiros teutônicos em uma série de guerras. A Prússia foi então dividida em Prússia Oriental e Prússia Ocidental. O rei da Polônia passou a governar diretamente a parte ocidental, e controlava indiretamente a oriental, por meio da Ordem Teutônica.

Em 1526, o grão-mestre da Ordem Teutônica dissolveu a ordem. Ele acatou o comando da Polônia e transformou a Prússia Oriental em território de um duque. O território fundiu-se a outro estado germânico, chamado Brandemburgo, em 1618.

O reino

Em 1660, Frederico Guilherme de Brandemburgo acabou com o controle polonês sobre a Prússia Oriental. Em 1701, o filho de Frederico Guilherme coroou a si próprio como primeiro rei da Prússia, com o nome de Frederico I.

O neto de Frederico I foi Frederico II, que ficou conhecido como Frederico, o Grande. Ele tomou a Prússia Ocidental da Polônia em 1772. Sob seu governo, a Prússia tornou-se uma grande potência.

Em 1848, alguns prussianos tentaram começar uma revolução contra o rei Frederico Guilherme IV. Eles queriam que o povo tivesse voz no governo. O rei permaneceu no poder, mas deu à Prússia uma constituição em 1850. A constituição criou um parlamento, ou uma legislatura. O povo elegia alguns de seus membros.

O fim da Prússia

Em 1862, Otto von Bismarck, um membro do parlamento prussiano, conquistou um papel de liderança no governo. Ele elaborou um plano para unir a Prússia e alguns outros estados germânicos em um império alemão. Nascia assim, portanto, a Alemanha, como um conglomerado de estados. Em janeiro de 1871, o rei da Prússia se tornou o imperador Guilherme I da Alemanha.

Guilherme II, também conhecido como cáiser Guilherme, tornou-se imperador em 1888. Ele levou a Alemanha à Primeira Guerra Mundial. Perdeu a guerra e, em 1918, os vencedores obrigaram Guilherme II a abdicar de seu posto. A Alemanha tornou-se uma república — ou seja, um país controlado por dirigentes eleitos pelo povo, não por um rei. A Prússia perdeu território, e sua força também diminuiu no governo da Alemanha. Em 1947, após a Segunda Guerra Mundial, a Prússia não mais existia.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.