A Revolução Russa de 1917 foi um acontecimento que pôs fim ao domínio cruel dos czares sobre a Rússia. A revolução ocorreu em duas etapas e, quando concluída, deu ao povo russo uma forma de governo totalmente nova.

Antecedentes

As pessoas comuns da Rússia tinham poucos direitos sob o governo dos czares. Elas protestaram contra essa situação em 1905. Pouco depois o czar Nicolau II criou um corpo legislativo chamado duma, que deveria dar voz no governo a alguns cidadãos. Contudo, o poder continuou em grande parte nas mãos do czar.

Revolução de Fevereiro

Em 1917, a Rússia enfrentava vários desafios. O país combatia a Alemanha na Primeira Guerra Mundial (1914–18). Além disso, vivia um período de escassez de alimentos e de combustível, imprescindível para o aquecimento durante o gélido inverno. Na capital, Petrogrado (atual São Petersburgo), o povo furioso protestava contra as condições difíceis de vida. O exército se juntou aos contestadores, em vez de contê-los, e o czar Nicolau II foi forçado a abdicar do poder. Esse conjunto de fatos chamou-se Revolução de Fevereiro.

Uma comissão da duma nomeou um governo temporário para substituir o czar, mas esse governo foi incapaz de resolver os problemas da Rússia. Um grupo de trabalhadores e de soldados, chamado Soviete de Petrogrado, revoltou-se contra o governo temporário.

Novos sovietes logo surgiram em outras cidades. Enquanto o governo se enfraquecia, os sovietes se fortaleciam. Muitos partidos políticos disputavam o controle desses grupos. Por fim prevaleceu o partido chamado bolchevique, que era liderado por Lênin. O slogan “paz, terra e pão” garantiu sua popularidade.

Revolução de Outubro

Em outubro de 1917, os bolcheviques assumiram o poder. Foi uma transição relativamente calma, em que pouco sangue foi derramado. Logo um novo governo se formou, com Lênin no comando. Os bolcheviques acreditavam no comunismo. Para eles, a riqueza do país deveria ser compartilhada por todos os seus cidadãos. Além disso, achavam que nenhum indivíduo deveria ter propriedade particular, isto é, um pedaço de terra que pertencesse só a si mesmo. Os bolcheviques tomaram tudo o que tinha sido de propriedade da família do czar. Também melhoraram as condições de vida dos trabalhadores.

Guerra civil

Lênin firmou a paz com a Alemanha em março de 1918, mas em troca teve de abrir mão de boa parte do território russo. Isso desagradou muitos russos, e alguns deles começaram uma guerra civil (ou seja, uma guerra em que cidadãos de um mesmo país lutam entre si).

Os exércitos que lutaram nessa guerra civil foram chamados de Vermelhos e Brancos. Os Vermelhos representavam os comunistas russos, como se autodenominaram os bolcheviques depois de março de 1918. Os Brancos representavam outros grupos que queriam dominar o país. Os Vermelhos venceram a guerra em novembro de 1920. O czar e sua família foram mortos. Em 1922, o país ganhou um novo nome: União das Repúblicas Socialistas Soviéticas ou, na forma simplificada, União Soviética.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.