Robinson Crusoé é o principal personagem do livro de mesmo nome, escrito pelo inglês Daniel Defoe. Defoe nasceu em 1660, em Londres, e morreu nessa mesma cidade no dia 24 de abril de 1731.

Defoe começou a escrever textos políticos e religiosos quando estava com 23 anos, mas sua obra só ganhou importância literária em 1719, quando o escritor estava com 59 anos de idade. Nessa época, ele decidiu escrever uma longa obra de ficção em prosa (ou seja, um romance) baseada nos relatos de viajantes e de náufragos. Acredita-se que sua maior inspiração tenham sido as aventuras de um marinheiro chamado Alexander Selkirk, que havia passado alguns anos sozinho numa ilha deserta do oceano Pacífico, ao largo da costa do Chile.

O livro se passa no século XVII. O personagem Robinson Crusoé — nascido na Inglaterra, mas estabelecido como fazendeiro de cana-de-açúcar no Brasil — decide comandar um navio até a África para levar escravos ao Brasil. Uma forte tempestade faz o navio naufragar perto de uma ilha deserta no mar do Caribe. Morrem todos os tripulantes, menos Robinson Crusoé, que passa a viver na ilha e ali permanece por vinte anos, completamente sozinho.

Após esse tempo todo, certo dia Robinson salva a vida de um nativo que tinha sido capturado por um grupo de canibais. Crusoé dá ao nativo o nome de Sexta-Feira (pois foi nesse dia da semana que ele o encontrou) e o transforma em seu criado, ensinando-lhe sua língua e sua religião. Cerca de sete anos após esse encontro, Crusoé consegue retornar à Inglaterra, levando Sexta-Feira junto. De volta a seu país natal, ele recupera sua fortuna, se casa e forma família.

A obra recebeu um grande número de traduções, imitações e adaptações em todo o mundo. Publicado em 1719, Robinson Crusoé foi o primeiro de uma série de livros de ficção escritos por Defoe. Graças a essa produção, ele é considerado o pai do romance inglês.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.