São Tomé e Príncipe é um pequeno país, formado por ilhas, que fica ao largo da costa ocidental da África. São Tomé é a sua capital e a maior cidade. O país tem 188.000 habitantes (estimativa de 2014) e sua área é de 1.001 km2.

Geografia

São Tomé e Príncipe fica no golfo da Guiné, no oceano Atlântico. A linha do equador atravessa o país. Seus vizinhos mais próximos são o Gabão e a Guiné Equatorial, na costa da África.

O país tem duas ilhas principais: São Tomé e Príncipe. São Tomé é a maior das duas. Ambas as ilhas têm planícies no nordeste e montanhas altas no sul e no oeste. Seu clima é quente, com estações secas e úmidas.

Flora e fauna

Florestas tropicais cobrem quase metade do país. Muitos pássaros raros e répteis, como a tartaruga marinha, vivem ali.

População

A população das ilhas é uma mistura de povos, mas a maioria dos habitantes é de origem africana. Os principais grupos que a compõem são descendentes dos colonizadores portugueses, dos africanos levados para trabalhar como escravos e dos trabalhadores de Angola, Cabo Verde e Moçambique. A língua nacional é o português. A população é predominantemente católica, e mais da metade dela vive no campo.

Economia

A economia de São Tomé e Príncipe depende da agricultura e da pesca. O cacau é o principal produto agrícola. Entre as outras culturas destacam-se o coco, o café, a canela e a banana. O país também produz azeite de dendê, roupas, sabão, cerveja e madeira. No início do século XXI, São Tomé e Príncipe começou a desenvolver projetos para a exploração do petróleo descoberto no golfo da Guiné.

História

Ninguém vivia nas ilhas antes da chegada dos colonizadores portugueses, no final do século XV. Os navios portugueses carregados de escravos paravam ali a caminho do Brasil. Nas ilhas, os escravos cultivavam cana-de-açúcar e cacau para Portugal. São Tomé e Príncipe tornou-se independente de Portugal em 1975. O país teve eleições livres pela primeira vez em 1991.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.