Fernando de Bulhões era seu nome de batismo. Ele nasceu por volta de 1190 (ou 1195, segundo algumas versões de sua vida) na cidade de Lisboa, em Portugal, em uma família rica. Tornou-se um frade franciscano, doutor da Igreja e patrono dos pobres.

Quando tinha 15 anos, entrou para um convento da Ordem de Santo Agostinho. Dez anos depois (1220), assumiu o nome de Antônio e entrou para a Ordem Franciscana. Queria se engajar no trabalho de evangelização dos sarracenos, no Marrocos, no norte da África. Tinha ficado impressionado com o que acontecera a um grupo de jovens frades que tinham ido para lá e foram todos martirizados.

Quando chegou ao Marrocos, ficou doente, permaneceu na cama durante algum tempo e depois foi embarcado de volta. Uma tempestade arrastou o navio para a Sicília, na Itália. Depois, tornou-se professor de teologia. Ensinou em Bolonha, na Itália, e em Montpellier, Toulouse e Puy-en-Velay, cidades do sul da França. Era um pregador comovente, as pessoas gostavam de ouvi-lo falar.

Antônio foi o mais celebrado dos seguidores de São Francisco de Assis e tinha a reputação de protetor dos pobres e fazedor de milagres. Ele é invocado por quem quer achar um bem perdido e também por quem deseja encontrar alguém para se casar.

Santo Antônio é sempre representado segurando um livro, lírios e o menino Jesus.

Pádua, na Itália, e Portugal, país em que nasceu, reivindicaram-no como seu santo patrono. Entre seus escritos autênticos estão sermões para os domingos e dias santos, publicados em Pádua, em três volumes, em 1979.

Antônio morreu em 13 de junho de 1231, em Arcella, Verona (na Itália), no caminho para Pádua, onde foi enterrado. Foi canonizado em 1232. Em 16 de janeiro de 1946, o papa Pio XII declarou-o doutor da Igreja.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.