A Suíça (nome oficial: Confederação Suíça) é um país localizado no meio da cordilheira mais alta da Europa, os Alpes. É conhecida por sua longa tradição de se manter neutra nas guerras. Sua capital é Berna. O país tem 8.184.000 habitantes (estimativa de 2014) e sua área é de 41.285 km2.

Geografia

A Suíça fica na Europa central. Faz fronteira com a França, a Alemanha, Liechtenstein, a Áustria e a Itália.

Mais da metade do território é coberto por montanhas. Os Alpes suíços formam as partes central e sul do país. As montanhas do Jura estendem-se ao longo da fronteira oeste com a França. Entre o Jura e os Alpes, fica o planalto Suíço, onde se concentra a população do país.

Muitos rios importantes, como o Reno e o Ródano, começam nas montanhas suíças. Os maiores lagos suíços são o de Constança, na região nordeste, e o de Genebra, no sudoeste.

Frequentemente, a neblina cobre as terras baixas do país. As montanhas suíças têm chuva e neve com mais frequência do que os vales. Cerca de 10 mil avalanches acontecem por ano nas encostas do país.

Flora e fauna

Árvores folhosas e perenes crescem nas áreas mais baixas. Arbustos, musgos e liquens crescem nas regiões mais altas. A maior parte das montanhas centrais é coberta por pastos.

Antílopes pequenos, semelhantes a cabras, vivem no alto dos Alpes. Nas florestas há cervos, coelhos, raposas, texugos e esquilos.

População

Alemão, francês e italiano são os principais idiomas falados na Suíça. A quantidade de suíços que fala alemão forma a maior parte da população. Os que falam francês ou italiano também constituem grandes grupos. Um grupo menor de pessoas, no leste, fala uma língua antiga chamada romanche. Há também pequenos grupos de eslavos, portugueses, espanhóis e outros.

A maioria da população suíça é cristã. Há um número ligeiramente maior de católicos do que de protestantes. Mais de dois terços da população vive nos centros urbanos.

Economia

A Suíça é um dos países mais ricos do mundo. A economia baseia-se no setor de serviços e na indústria. Os bancos e o turismo são atividades importantes. As fábricas produzem maquinaria, produtos químicos, relógios, produtos alimentícios e outras mercadorias. Nos últimos anos do século XX, o país começou a assistir à debandada de muitas empresas para países em que o custo da mão de obra é mais barato. Isso fez diminuir a oferta de empregos para os cidadãos suíços.

Os agricultores suíços cultivam principalmente beterraba-açucareira, trigo, centeio, batata, maçãs e uvas. Também criam gado e porcos. A Suíça é conhecida por seus laticínios e chocolates.

História

Mais de 2 mil anos atrás, um povo celta conhecido como helvécios vivia na Suíça ocidental. Os antigos récios controlavam o leste. Após 58 a.C., a região passou a fazer parte do Império Romano. Do ano 200 até o século VI, as tribos germânicas dominaram a região.

Domínio Habsburgo

Durante o século XI, a família Habsburgo, da Áustria, conquistou o poder sobre a Suíça. Em 1291, algumas pequenas comunidades suíças juntaram forças contra os Habsburgos, formando uma liga conhecida como Confederação Helvética, ou Confederação Suíça.

Durante o século XVI, a Suíça foi um dos centros da Reforma. Esse movimento começou como um esforço para mudar algumas práticas da Igreja Católica, mas aumentou de intensidade e acabou por dividir os cristãos da Europa ocidental em protestantes e católicos. Os protestantes combateram os católicos em algumas regiões da Suíça.

País neutro

A Suíça tornou-se independente dos Habsburgos em 1648. A França invadiu o país em 1798. Em 1815, a Suíça readquiriu sua independência e tornou-se um país neutro: isso significava que não escolheria nenhum lado nos conflitos internacionais.

A Suíça manteve-se neutra durante a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais. Mesmo depois desses conflitos, a Suíça não se filiou a organizações internacionais como as Nações Unidas (ONU) e a União Europeia. Todavia, o país manteve fortes laços com o restante da Europa. Em 2002, a Suíça finalmente integrou-se à ONU.

A Suíça é formada por 26 cantões (equivalentes a estados), sendo que três deles são subdivididos em semicantões. O sistema político do país é bastante complexo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.