A Tasmânia é o menor estado da Austrália. É formado por uma grande ilha, também chamada Tasmânia, de formato triangular, e por várias outras, bem menores. As ilhas vizinhas que constituem o estado são Bruny, King e Flinders, além de muitas ilhotas e da ilha Macquarie, cerca de 1.450 quilômetros a sudeste. A capital do estado é Hobart. A Tasmânia tem 495.354 habitantes (estimativa de 2011), num território com 68.401 km2.

Geografia

A Tasmânia fica a cerca de 240 quilômetros da costa sudeste da Austrália. A ilha principal tem 290 quilômetros de extensão e sua parte mais larga totaliza 280 quilômetros.

Um platô ocupa boa parte da ilha, que tem montanhas no oeste. O monte Ossa, a 1.617 metros, é o ponto culminante. Os principais rios são o Derwent e o South Esk. A ilha também tem mais de 4 mil lagos, rasos na maioria. Mas o lago Saint Clair, com mais de 215 metros de profundidade, é o mais fundo da Austrália. O clima da Tasmânia é ameno e úmido.

População

A maioria da população da Tasmânia descende de britânicos e vive no sudeste e no norte da ilha. Todo o povo tasmaniano nativo foi exterminado no início do século XIX. Hobart, no sudeste, é a cidade maior e o principal porto. Launceston é a principal cidade do norte do Estado.

Economia

O setor de serviços (principalmente turismo, comunicações e informática) é um grande gerador de empregos na Tasmânia. A atividade industrial também é importante para a economia e faz uso dos muitos recursos naturais existentes na região. As florestas fornecem madeira para as indústrias madeireiras e de papel. Há minas de ferro, zinco, chumbo, cobre e estanho, matéria-prima para as siderúrgicas e metalurgias. Além disso, a Tasmânia produz muitos alimentos e bebidas. Os agricultores cultivam batatas, cebolas, ervilhas, maçãs, uvas e lúpulo. A pecuária se concentra em vacas leiteiras, gado de corte e ovelhas. Com tanto mar em volta, a atividade pesqueira é forte.

História

Estima-se que os tasmanianos, habitantes originais da Tasmânia, já viviam na ilha há 40 mil anos. Eram do mesmo tronco que os aborígines australianos. O explorador holandês Abel Tasman lá chegou em 1642 e deu à ilha o nome de Terra de Van Diemen, em homenagem ao governador-geral das Índias Orientais Holandesas (atual Indonésia).

A Tasmânia tornou-se parte da colônia britânica de Nova Gales do Sul (no sudeste da Austrália) em 1803. Em 1825, virou colônia à parte. Sua população era formada por colonos livres e prisioneiros enviados pela Grã-Bretanha, deportados, que eliminaram todo o povo nativo. O último tasmaniano do povo nativo morreu em 1876.

Em 1856, a população da Terra de Van Diemen elegeu seu próprio governo e mudou o nome da ilha para Tasmânia, em homenagem ao explorador Tasman. Em 1901, a Tasmânia tornou-se um estado da Austrália.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.