A República de Trinidad e Tobago é um país formado por duas ilhas no mar do Caribe, na América Central. Sua capital é Port of Spain. O país tem 1.350.000 habitantes (estimativa de 2014) e área de 5.127 km2.

Geografia

A ilha de Trinidad é maior que a de Tobago. Tobago fica a nordeste de Trinidad, que se situa a apenas 11 quilômetros da costa da Venezuela, na América do Sul. As duas ilhas são montanhosas. Trinidad tem muitos rios de extensão curta, mas em Tobago há apenas alguns riachos. O país tem clima quente, com estações seca e chuvosa.

Flora e fauna

Florestas tropicais ocupam as regiões altas. Os animais das ilhas incluem rãs-arborícolas-douradas, porcos-espinhos, tatus, porcos-do-mato e roedores. O guará é a ave nacional.

População

Cerca de 40 por cento da população é composta de negros; pessoas de origem indiana correspondem a outros 40 por cento; a maior parte dos 20 por cento restantes é mestiça. O idioma principal é o inglês. Mais de metade da população é cristã, mas muitos dos descendentes de indianos são hinduístas ou islâmicos. A maioria das pessoas vive nos centros urbanos.

Economia

A economia de Trinidad e Tobago é forte e dinâmica, atraindo muitos investimentos externos. O país produz petróleo e gás natural, e a manufatura e o turismo também são importantes. Há fábricas de açúcar, produtos químicos, fertilizantes, aço e cimento.

História

Índios aruaques viviam em Trinidad quando Cristóvão Colombo chegou à ilha, em 1498. Quando os espanhóis tomaram posse das ilhas, quase todos os índios foram mortos. No século XVIII, colonizadores franceses chegaram a Trinidad e Tobago, trazendo com eles escravos africanos. A Grã-Bretanha se apossou de Trinidad em 1797 e de Tobago em 1814. Os britânicos, que dominavam a Índia, trouxeram de lá gente para trabalhar nas fazendas.

Trinidad e Tobago conquistou a independência em 1962. Em 1998, o país descobriu enormes reservas de petróleo e gás.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.