Troia era uma cidade importante do antigo mundo grego, situada na Ásia Menor (atual Turquia). Tornou-se famosa principalmente pela Guerra de Troia, na qual as outras cidades gregas se uniram para atacá-la.

A cidade situava-se num ponto estratégico, junto ao estreito dos Dardanelos, que liga o mar Egeu ao mar Negro. Foi construída por colonos gregos por volta do ano 700 a.C.

No século XIX, na década de 1870, o arqueólogo alemão Heinrich Schliemann conseguiu identificar o local em que fora construída a antiga cidade de Troia. Durante as escavações, ele descobriu sete cidades superpostas, que haviam sido construídas ao longo dos séculos, exatamente no local onde se supunha que ficasse a Troia da famosa guerra. Ela seria a sétima cidade.

Em 1882 foram descobertas mais duas cidades no mesmo local. Na década de 1930, o estudioso americano Carl William Blegen confirmou a existência das nove cidades. A mais antiga, denominada Troia I, seria de 3000 a 2600 a.C. Troia II foi destruída pelo fogo por volta de 2300 a.C. As três cidades seguintes foram do período de 2300 a 1900 a.C. Troia VI foi uma cidade rica que teve início em 1725 a.C. e foi arrasada por um terremoto em 1200 a.C.

Troia VIII é da época da Grécia clássica (século IV a.C.) e Troia IX é do período em que o Império Romano dominou a Grécia (século II a.C.).

Troia VII é a cidade histórica e literária que se tornou conhecida no mundo todo graças à Ilíada, o famoso poema composto por Homero sobre a Guerra de Troia.

Segundo a mitologia da Grécia antiga, a guerra se originou quando Páris, príncipe troiano, raptou Helena, rainha de Esparta. Para se vingar, Menelau, o marido de Helena, reuniu um grande exército, comandado por Agamenon, do qual participavam todas as outras cidades gregas. A guerra durou dez anos. Troianos e gregos lutavam com heroísmo, ajudados pelos deuses, que também se dividiram para auxiliar os dois lados contrários conforme a preferência de cada um. No entanto, nenhum dos lados decidia a guerra, até que Ulisses teve uma grande ideia. Os gregos construíram um imenso cavalo de madeira e durante a madrugada o deixaram nas portas de Troia; ao mesmo tempo, tiraram seus navios do porto, dando a impressão de que tinham ido embora.

Os troianos levaram o cavalo para dentro da cidade, como se fosse um presente. Dentro dele estavam diversos guerreiros, chefiados por Ulisses. Durante a madrugada, eles saíram do cavalo. Em seguida, saquearam e incendiaram Troia, destruindo a cidade.

Os estudiosos dizem que a Guerra de Troia ocorreu e que uma parte da lenda é verdadeira, mas não há comprovação histórica disso.

Atualmente podem-se visitar nos morros de Hissarlik, na Turquia, as ruínas dessa cidade destruída e reconstruída tantas vezes.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.