A República da Turquia fica parte na Ásia e parte na Europa. Durante séculos, a região foi o centro de dois impérios importantes: o Império Bizantino, que era cristão, e o Império Otomano, de religião muçulmana. Ancara é a capital do país, que tem 77.160.000 habitantes (estimativa de 2014) e ocupa uma área de 785.347 km2.

Geografia

A maior parte da Turquia fica na península de Anatólia, ou Ásia Menor, no sudoeste da Ásia (península é um trecho de terra cercado de água em três lados). Uma pequena parte da Turquia fica no sudeste da Europa. Canais estreitos e o mar de Mármara separam as duas partes do país.

O mar Negro fica ao norte da Turquia. A Geórgia, a Armênia e o Irã ficam a leste. O Iraque, a Síria e o mar Mediterrâneo ficam ao sul. O mar Egeu, a Grécia e a Bulgária ficam a oeste.

A parte asiática da Turquia tem montanhas e um planalto central, ou área plana elevada. A parte europeia do país é mais baixa e plana. O Kizil, maior rio do país, corre através da península.

A maior parte da Turquia tem clima seco e verões quentes. Os invernos são frios no centro do país e amenos perto dos litorais. Terremotos são comuns. Em 1999, um terremoto matou milhares de pessoas no noroeste da Turquia. Em 2011, outro abalo forte atingiu o leste do país, matando mais de 500 pessoas.

Flora e fauna

Pastagens cobrem boa parte do país. Pinheiros, carvalhos, cedros, juníperos (zimbro) e castanheiros crescem ao longo da costa.

Cervos, cabras selvagens, ursos e linces vivem perto da costa mediterrânea. Há gazelas e hienas no centro e no leste da Turquia. Lobos, chacais, texugos e lontras são encontrados em todo o país. As aves da Turquia incluem bútios, cegonhas, abutres e águias.

População

Os turcos formam a maior parte da população e falam o idioma turco. A segunda grande maioria é composta pelos curdos, que vivem no leste da Turquia e têm seu próprio idioma. Quase toda a população do país é muçulmana.

Mais da metade dos habitantes vive em cidades, das quais a maior é Istambul.

Economia

Serviços e indústria são as principais atividades econômicas da Turquia. O setor de serviços inclui as comunicações, o transporte e o turismo. As indústrias produzem tecidos, vestuário, alimentos processados, ferro, aço e veículos, além de produtos químicos e eletrônicos. O solo do país é rico em petróleo, carvão, cobre e outros minerais.

A agricultura é forte, com destaque para o cultivo de trigo, beterraba-açucareira, frutas cítricas, algodão, azeitonas, tabaco e figos. A pecuária se concentra em carneiros, cabras e gado.

História

Desde pelo menos 7000 a.C., seres humanos viviam na Anatólia, a parte asiática da Turquia. Os hititas a invadiram por volta de 2000 a.C. Posteriormente, a área foi disputada por gregos e persas. Os romanos se apossaram da Anatólia em cerca de 30 a.C.

Império Bizantino

Sob o Império Romano, a Anatólia viveu em paz. Em 395 d.C., o império se dividiu em duas partes. A porção oriental do Império Romano se tornou o chamado Império Bizantino. Sua capital era a cidade de Constantinopla (atual Istambul) e sua religião principal era o cristianismo.

Os turcos seldjúcidas (ou seljúcidas), da Ásia central, invadiram a Anatólia a partir da década de 1040. Em 1071, eles derrotaram o exército bizantino. Nos duzentos anos seguintes, os cristãos da Europa combateram os turcos em uma série de guerras conhecidas como Cruzadas.

Império Otomano

No final do século XIII, outro grupo de turcos tomou o poder na Anatólia e fundou o grande Império Otomano. Em 1453, os turcos otomanos tomaram Constantinopla e a tornaram sua capital, com o nome de Istambul.

Em meados do século XVI, o Império Otomano abrangia o norte da África, o Oriente Médio e o sudeste da Europa. Depois começou a enfraquecer, vindo a se dissolver em 1918, com o fim da Primeira Guerra Mundial.

Governo de Atatürk

Após a guerra, muitos turcos se voltaram contra o governo otomano, o qual havia perdido grande parte das terras do império. O líder militar Mustafá Kemal formou um governo separado e, em 1923, fundou o país chamado Turquia. A cidade de Ancara tornou-se a nova capital, e Kemal foi escolhido o primeiro presidente do país.

Kemal governava com grandes poderes e adotou o nome de Atatürk, que em turco significa “pai dos turcos”. Com o objetivo de modernizar a Turquia, fechou escolas e tribunais islâmicos, proibiu vestimentas tradicionais como o fez, um tipo de chapéu turco, e deu direito de voto às mulheres. Kemal morreu em 1938.

Após Atatürk

Em 1960 e em 1980, os militares tomaram o governo da Turquia. Em 1997, forçaram o primeiro-ministro a renunciar. De tempos em tempos a Turquia retomou a democracia.

Desde a década de 1950 a Turquia disputava com a Grécia o controle da ilha de Chipre. Forças turcas invadiram o norte de Chipre em 1974. A Turquia apoiou os turcos de Chipre quando estes formaram um país separado, em 1983.

A Turquia moderna também enfrenta uma longa rebelião dos curdos, no leste. Os curdos lutam contra o governo turco desde a década de 1980, em uma disputa que dura até hoje.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.