Uganda é um país da África oriental. Seu nome é derivado de Buganda, um reino de grande poder que existiu na África no século XIX. A capital do país é Kampala. O país tem 36.631.000 habitantes (estimativa de 2014) e área de 241.551 km2.

Geografia

Uganda tem fronteiras com o Sudão do Sul, o Quênia, a Tanzânia, Ruanda e a República Democrática do Congo. No sudeste do país fica o lago Vitória, o segundo maior lago de água doce do mundo, menor apenas que o lago Superior, na América do Norte.

A maior parte do território ugandense fica num planalto (área elevada e plana). Uma enorme vala natural chamada Grande Fossa Africana (ou vale do Grande Rift) estende-se pela fronteira ocidental do país. O oeste, o norte e o leste são montanhosos. Entre os rios de Uganda destacam-se o Nilo Alberto e o Nilo Vitória. O clima do país é quente, com uma estação chuvosa e outra seca.

Flora e fauna

Florestas tropicais dispersas estendem-se no sul do país. No norte, gramíneas altas e arvoredos cobrem o solo.

Em quase todos os lagos de Uganda há hipopótamos e crocodilos. Chimpanzés, elefantes, leões, leopardos, rinocerontes, girafas e zebras estão entre os principais animais selvagens do país. Num parque nacional situado no sudoeste veem-se os raros gorilas-da-montanha.

População

Dezenas de povos africanos distintos vivem em Uganda. Os que falam a língua banta constituem a maioria da população. O povo ganda é o maior grupo isolado. Um pequeno número de asiáticos, europeus e árabes também vive no país.

Os povos de Uganda falam mais de trinta línguas. Inglês, ganda (ou luganda) e suaíli são as mais comuns. Cerca de dois terços da população seguem o cristianismo. Outros ugandeses são muçulmanos ou praticam as religiões africanas tradicionais. A maioria da população vive em áreas rurais.

Economia

Os ugandeses dedicam-se principalmente à agropecuária. As principais culturas são café, chá, algodão e tabaco. Cultivam-se também batata-doce, milho, amendoim e feijão, que constituem itens básicos da alimentação. Os camponeses criam gado bovino, carneiros, cabras, porcos, galinhas, perus e patos. A pesca é outra importante fonte de alimento.

A indústria representa uma parte pequena da economia de Uganda. Dentre os principais produtos agropecuários processados estão café, chá, tabaco, açúcar e óleos de cozinha. Há também fábricas de cerveja, refrigerantes, cimento, produtos de metal, sapatos, sabão e tecidos. O país tem minas de cobre, cobalto, ouro e outros minérios.

História

Grupos pequenos de agricultores e pecuaristas mudaram-se para a região de Uganda centenas de anos atrás. A oeste do lago Vitória, o reino Bunioro tinha bastante poder no final do século XV. Por volta do século XIX, porém, o reino Buganda havia se tornado a maior potência da região.

Comerciantes árabes chegaram à região na década de 1840. Os primeiros exploradores europeus foram para Buganda em 1862. Logo em seguida foi a vez dos missionários, que começaram a pregar o cristianismo. A Grã-Bretanha assumiu o poder em Buganda na década de 1890.

Em 1962, a região se tornou um país independente com o nome de Uganda. Em 1971, um militar chamado Idi Amin tomou o poder, governando por oito anos como ditador (governante com poder ilimitado). O governo militar matou cerca de 300 mil ugandeses durante a ditadura de Idi Amin.

Em 1979, ele foi forçado a deixar o país. Uganda elegeu um presidente em 1980, mas os militares deram outro golpe em 1985. Em 1986, o chefe de uma tropa rebelde tornou-se presidente. As lutas de grupos rebeldes contra o governo de Uganda ainda continuam.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.