Vênus é um dos planetas que gira em torno do Sol, no Sistema Solar. É o planeta mais brilhante do céu, visto da Terra, o mais quente e também o vizinho mais próximo de nós (depois da Lua). Vênus é o segundo planeta a partir do Sol e fica a 108 milhões de quilômetros de distância dele.

Características

Vênus tem quase o mesmo peso e o mesmo tamanho que a Terra. Seu diâmetro — que é a distância de um ponto da superfície a outro passando pelo centro — é de cerca 12.100 quilômetros. O planeta é sólido e rochoso. Os cientistas acreditam que Vênus tenha camadas, como a Terra. Elas consistiriam em um núcleo de metal, um espesso miolo rochoso e uma crosta.

No passado, a lava que irrompia de vulcões formou a superfície de Vênus. A maior parte da paisagem é feita de planícies ou de leves ondulações, embora existam altas montanhas.

A atmosfera, ou camada de gases, que circunda Vênus é espessa e densa. E nuvens grossas cobrem o planeta. Os gases e as nuvens prendem o calor, de modo que a temperatura da superfície de Vênus se mantém em torno de 464°C. Sua superfície é tão quente que o chumbo ali se derrete.

Translação e rotação

Como todos os planetas, Vênus tem dois tipos de movimento: translação e rotação. A órbita que o planeta segue em seu percurso em volta do Sol é a translação. Vênus orbita o Sol em um círculo quase perfeito. O planeta leva 225 dias terrestres para completar uma órbita; em outras palavras, um ano em Vênus dura 225 dias terrestres.

O outro movimento é a rotação — ou seja, a volta que ele dá sobre seu centro. A translação e a rotação de um planeta são informações que servem para determinar a duração do dia desse planeta. Para a maior parte dos planetas, um dia é igual ao tempo que dura uma rotação completa em torno de seu eixo. Vênus é fora do comum porque a duração de seu dia é muito diferente do tempo que leva sua rotação. O planeta leva 243 dias terrestres para executar uma volta, mas o dia em Vênus dura 117 dias terrestres. Na verdade, o dia de um planeta é igual ao tempo que o Sol leva para aparecer no céu, desaparecer e voltar a aparecer de novo no céu desse planeta.

Observação e exploração

Desde a Antiguidade, Vênus sempre pôde ser observado da Terra a olho nu. Além disso, mais de vinte naves espaciais teleguiadas visitaram o planeta. A nave espacial americana Mariner 2 passou por Vênus em 1962. Foi o primeiro artefato feito pelo ser humano a voar perto de outro planeta. Em 1970, a nave soviética Venera 7 pousou em Vênus; na verdade, ela foi a primeira nave a conseguir pousar em outro planeta. Nos anos 1990, a nave espacial americana Magellan (Magalhães) mapeou a superfície de Vênus de forma detalhada. Em 2005, a Agência Espacial Europeia lançou outra nave, para estudar a atmosfera de Vênus.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.