Vancouver é a maior cidade da província canadense da Colúmbia Britânica e a terceira maior área metropolitana do Canadá. Com seu clima ameno e suas belas paisagens, a cidade atrai visitantes do mundo todo.

Geografia

Vancouver fica no sudoeste da Colúmbia Britânica, em um trecho de terra banhado pelo estreito da Geórgia, um braço do oceano Pacífico. Ao sul, fica o estado americano de Washington. Ao norte, localizam-se montanhas escarpadas. A ilha de Vancouver fica do outro lado do estreito da Geórgia.

Economia

Vancouver tem um ótimo porto natural que fez da cidade uma via de acesso ao oceano Pacífico. Os produtos de fazendas, florestas, minas e fábricas de outras partes do Canadá chegam pelas ferrovias a Vancouver. Dali, são embarcados para o mundo todo. Produtos asiáticos chegam através do Pacífico. A economia da cidade também depende do turismo, da indústria e da construção civil.

História

A área da atual Vancouver é povoada há pelo menos 2.500 anos. Seus primeiros habitantes foram nativos americanos. Um oficial da marinha inglesa chamado George Vancouver explorou a costa em 1792. Mais tarde, a cidade foi batizada com seu nome.

Os europeus estabeleceram-se na área em 1866. A povoação tornou-se uma cidade em 1886. Nesse mesmo ano, grande parte dela foi destruída por um incêndio, mas foi rapidamente reconstruída. Em 1887, a primeira ferrovia a atravessar o Canadá chegou a Vancouver. Na década de 1890, a cidade se desenvolveu como passagem para o noroeste do país, aonde muitas pessoas se dirigiram por causa da corrida do ouro do rio Klondike.

Na década de 1930, Vancouver tornou-se a maior cidade do Canadá ocidental. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939–45), foi um importante centro de construção naval. Em 1986, a cidade celebrou seu centésimo aniversário realizando uma feira mundial. Em 2010, foi sede das Olimpíadas de Inverno. A população de Vancouver, incluída a região metropolitana, é de 2.504.340 pessoas (estimativa de 2015).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.