A cidade de Veneza é um dos grandes centros de cultura e turismo na Itália, um país do sudeste da Europa. Famosa por seus belos canais, palácios e monumentos, a cidade foi construída sobre mais de cem pequenas ilhas em uma laguna no noroeste do mar Adriático.

Panorama da cidade

Canais e cerca de quatrocentas pontes ligam as ilhas de Veneza. As pessoas percorrem a cidade em barcos ou a pé. Um tipo de barco comprido e de fundo achatado, chamado gôndola, é o símbolo tradicional de Veneza. O Grande Canal é como a rua principal da cidade.

A Piazza San Marco é a principal praça de Veneza. Uma magnífica igreja, a Basílica de San Marco, ali se encontra. Ela é famosa pelas cúpulas douradas e pelo interior decorado com azulejos dourados. Também na praça fica o Palácio dos Doges, que tempos atrás era a residência dos governantes da cidade.

Economia

A economia de Veneza baseia-se principalmente no turismo. Além disso, artesãos da cidade vendem seus famosos vidros e rendas aos turistas. Comércio, construção de barcos, pesca e manufaturas também contribuem para a economia de Veneza.

História

As ilhas de Veneza foram povoadas no século VI. Pessoas do continente se mudaram para lá a fim de escapar de invasores.

Diversos duques, denominados doges, governaram Veneza desde 700 até 1797. A cidade ganhou poder independente, tornando-se uma cidade-estado. Veneza controlava rotas comerciais importantes e enriqueceu com o comércio marítimo. No século XIII, começou a dominar outros territórios na região. Veneza alcançou seu poder e riqueza máximos no século XV.

Seu declínio teve início no século XVI. Gradualmente, ela perdeu terras de seu império em guerras contra outras potências. A Áustria assumiu o controle de Veneza em 1797; em 1866, a cidade passou a fazer parte da Itália.

Na época moderna, a poluição atmosférica e inundações frequentes vêm danificando importantes edifícios de Veneza. As ilhas também estão afundando na laguna a uma proporção alarmante. No século XX, a cidade começou a investir em projetos para tentar controlar esses problemas. Sua população é de 264.435 habitantes (estimativa de 2014).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.