Em uma noite escura e sem nuvens, normalmente é fácil enxergar uma faixa de poeira luminosa que se estende pelo céu. É a Via Láctea, que é uma galáxia — ou seja, um grande conjunto de estrelas, poeira e nuvens de gás. A Via Láctea contém centenas de bilhões de estrelas e é apenas uma galáxia entre os bilhões de galáxias existentes no Universo.

O Sol é uma das estrelas da Via Láctea. Sendo assim, a Terra e todos os outros planetas do Sistema Solar também estão na Via Láctea. Da mesma forma que os planetas giram em torno do Sol, as estrelas da Via Láctea giram em volta do seu núcleo, ou centro. O Sol leva cerca de 200 milhões de anos para viajar em torno do núcleo da Via Láctea.

Vista de cima, a Via Láctea parece um cata-vento gigante. Seu núcleo consiste em um grupo ligeiramente saliente de estrelas, reunidas em torno de um buraco negro (um buraco negro é uma área com força de gravidade tão forte que impede a própria luz de sair). O núcleo tem a forma de um disco achatado, do qual se estendem braços em forma de espiral.

O Sol e seus planetas estão localizados na borda interna de um dos braços da Via Láctea. O Sistema Solar fica a cerca de 30 mil anos-luz do centro da galáxia (um ano-luz é a distância que a luz viaja em um ano: cerca de 9,5 trilhões de quilômetros). A Via Láctea tem cerca de 100 mil anos-luz de diâmetro.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.