Vitória é a capital do estado do Espírito Santo, na região Sudeste do Brasil. O município de Vitória abrange uma grande ilha, mais algumas ilhas pequenas e parte do continente.

Geografia

Entre o Rio de Janeiro e Salvador, não havia melhor lugar na costa brasileira para a construção de um porto do que a baía de Vitória. São águas protegidas e profundas. Assim, a cidade de Vitória também nasceu abrigada entre o mar e encostas rochosas, com áreas de mangue e restinga. Isso dificultou a expansão contínua da cidade, que foi se formando em bairros isolados uns dos outros.

Há terrenos de baixada, terciários e quaternários, e elevações.

Economia

Vitória tem dois portos. O de Vitória (mais antigo), na área urbana, tem operações mais restritas. Já o de Tubarão, construído na década de 1960, está equipado para grandes operações, como exportações de minério de ferro e de cereais. Há toda uma grande cadeia de negócios em torno das atividades portuárias da cidade.

Vitória é o principal centro industrial, comercial e cultural do Espírito Santo. O turismo exerce papel importante, principalmente pelas praias de Vitória, que atraem turistas brasileiros e estrangeiros, movimentando todo o comércio local.

História

A origem da cidade está na Vila de Nossa Senhora da Vitória, fundada em 1535 na entrada da baía de Vitória. Esse foi o primeiro povoado da capitania hereditária do Espírito Santo.

Os indígenas que habitavam a região reagiram à ocupação do território pelos colonos portugueses. Passaram a atacar o povoado com violência. Além disso, também eram frequentes os ataques de piratas franceses, ingleses e holandeses.

Os portugueses resolveram então transferir-se para um local mais protegido. Escolheram a ilha que os indígenas chamavam de Guanaani, ou do Mel, e nomeada pelos portugueses como ilha do Espírito Santo, atual ilha de Vitória.

O novo povoado foi fundado em 1551, com o nome de Vila Nova do Espírito Santo. A antiga vila, para distinguir-se da nova, foi denominada Vila Velha, nome que conserva até hoje.

O nome do novo povoado foi mais tarde mudado para Vitória, em homenagem a uma vitória do donatário da capitania contra os índios goitacás.

Em 1823, a vila de Vitória foi elevada a cidade. Mas o isolamento da ilha ainda impedia seu desenvolvimento. A situação se alterou no final do século XIX. A cidade começou a ser modernizada e integrada ao restante do estado. O porto foi ampliado para atender à necessidade de exportação de café. Em torno dele, a cidade também se transformou. Novas pontes passaram a ligar a ilha ao continente.

No século XX, a modernização se intensificou com a chegada da energia elétrica. Foram feitos aterros e novas construções, e a economia ganhou novo impulso.

Vitória tem 325.453 habitantes e é sede de uma região metropolitana com sete municípios e 1.685.384 habitantes (censo de 2010).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.