As abelhas são criadas pelo ser humano há cerca de 4 mil anos, por causa do mel e da cera, que é uma substância usada para fazer velas, pomadas e muitos outros produtos.

As abelhas são insetos, parentes das vespas e das formigas, e vivem em todas as partes do mundo, exceto na Antártica. Existem mais de 20 mil espécies de abelhas. As mais conhecidas são as abelhas que produzem mel e as mamangavas, ou abelhões.

Características físicas

Uma abelha adulta tem entre 2 milímetros e 4 centímetros. A maior parte das abelhas é preta, muitas vezes com listras amarelas ou marrons. Seu corpo, pequeno e duro, é coberto de pelos e tem, como todo inseto, seis patas. As abelhas têm ainda duas asas, cinco olhos e partes da boca que atuam como uma longa língua. As fêmeas têm ferrão e podem picar, mas os machos não.

Papel da abelha na polinização

As abelhas conseguem seu alimento das flores. Esse alimento consiste em um líquido açucarado chamado néctar e um pozinho chamado pólen. As abelhas transformam o néctar em mel e alimentam as mais novas com ele e com o pólen. A geléia real é um alimento especial da abelha rainha e das larvas da futura rainha. Ao passar de uma flor para a outra, elas espalham um pouco de pólen, cumprindo uma tarefa muito importante para a natureza. Quando o pólen de uma flor entra em outra da mesma espécie, a planta que recebeu o pólen consegue formar sementes, que gerarão novas plantas e, assim, novas flores.

Comportamento

A maior parte das abelhas vive em pequenas famílias. Mas há algumas que vivem em grupos grandes e organizados que trabalham junto. Nessa categoria de abelhas sociais estão as que produzem mel e alguns abelhões. Elas se dividem em classes. As operárias, a maior parte das fêmeas, pegam o pólen, constroem o ninho e cuidam dos filhotes. As operárias são estéreis. Cada ninho tem uma rainha, cujos ovos se transformam em fêmeas. Os ovos que originam os machos são ovos fecundados e depositados em alvéolos maiores. As abelhas machos são chamadas zangões e se unem à rainha para a reprodução. As operárias se originam de ovos da rainha não fecundados (o fenômeno é chamado de metagênese).

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.