O aleúte é um povo nativo das ilhas Aleutas, que fazem parte do estado do Alasca, nos Estados Unidos. Os aleútes estão intimamente relacionados com os esquimós (ou inuítes) e se chamam entre eles unangan.

Os aleútes provavelmente migraram para o Alasca entre 8.000 e 3.000 anos atrás. Além das ilhas Aleutas, eles habitam também a parte ocidental da península do Alasca, que adentra o oceano Pacífico. O nome Alasca provém de uma palavra aleúte que significa “continente”.

Sociedade e cultura

Tradicionalmente, os aleútes tiravam seu sustento do mar. Eles pescavam e caçavam animais como focas, lontras-do-mar, baleias, leões-marinhos e morsas. Eles usavam pequenos caiaques de pele chamados bidarkas, ou barcos de pele de grande porte, chamados umiaks, que eram semelhantes aos dos esquimós. Em algumas área os aleútes também caçavam renas e ursos.

Os antigos aleútes construíam suas aldeias à beira-mar, garantindo sempre um bom pouso para seus barcos e proteção contra invasores. As aldeias eram geralmente compostas de famílias aparentadas. Um chefe podia governar várias aldeias ou uma ilha, mas não havia nenhum chefe que governasse todos os aleútes ou mesmo várias ilhas.

História

As línguas compartilhadas pelos aleútes e os inuítes os separam de outros nativos americanos. Os aleútes migraram para as ilhas Aleutas em cerca de 2000 a.C. Eles mantiveram seu modo de vida tradicional até a chegada de colonos russos em 1700. A população aleúte caiu drasticamente sob o controle russo. No final do século XX, menos de 12.000 aleútes viviam nos Estados Unidos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.