Os aligátores são animais grandes parecidos com lagartos. Eles têm focinho comprido e arredondado e cauda forte. Passam a maior parte do tempo na água, mas também andam sobre a terra. Os aligátores pertencem ao grupo de animais conhecidos como répteis. São da mesma família dos jacarés e dos crocodilos.

Onde vivem os aligátores

Os aligátores vivem nas margens de pantanais, lagoas e rios de correnteza lenta. Existem duas espécies, ou tipos, de aligátor. O aligátor-americano, conhecido também apenas como aligátor, vive no sudeste dos Estados Unidos. O aligátor-chinês vive na região do rio Yang-Tse, na China, e é muito raro.

Características físicas

Os aligátores-americanos machos medem em média 3,5 metros de comprimento. As fêmeas são um pouco menores. Os aligátores-americanos jovens são pretos, com listras amarelas na cauda. Os adultos são amarronzados.

O aligátor-chinês costuma chegar a mais ou menos 1,5 metro de comprimento. Seu couro é de tonalidade preta, com leves marcas amareladas.

Os aligátores têm muitas características em comum com os crocodilos. Ambos têm o couro espesso e composto de muitas escamas e placas. Seu corpo é comprido, e as quatro pernas são curtas. Os olhos, as orelhas e as narinas ficam na parte superior da cabeça e aparecem acima da água quando esses animais boiam.

Mas é fácil distinguir aligátores de crocodilos. Uma das diferenças mais óbvias é que os aligátores têm focinho largo e arredondado, enquanto o focinho dos crocodilos é estreito e pontudo.

Comportamento

Os aligátores comem principalmente peixes, aves e pequenos mamíferos. Às vezes, porém, matam presas maiores, como veados ou bois.

O acasalamento geralmente acontece na primavera. A fêmea constrói um ninho de lama e capim, no qual bota entre vinte e sessenta ovos brancos. Os filhotes saem dos ovos depois de 65 dias, mais ou menos. Os pequenos aligátores vivem com a mãe por até um ano.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.