As antas são mamíferos que vivem em pântanos e em florestas perto de rios. Elas são parentes dos cavalos e dos rinocerontes. Existem três espécies de anta (também chamada de tapir) na América Central e na América do Sul. Uma quarta espécie vive no sudeste da Ásia.

A anta tem corpo pesado e pernas curtas. Seu focinho é mole e flexível, como se fosse uma minúscula tromba de elefante. Suas patas têm cascos, como as dos cavalos. Uma anta pode pesar de 225 a 270 quilos e medir de 1,8 a 2,4 metros de comprimento, sem contar a cauda, que é bem curta. Sua altura (do ombro até o chão) chega a 1 metro. As antas da América têm pelo marrom ou cinza, ao passo que a espécie da Ásia é preta, com algumas partes brancas.

As antas são animais tímidos que gostam de viver na mata fechada. Elas dormem a maior parte do dia. À noite, saem para comer ervas, folhas, plantas aquáticas e frutos. Elas usam o focinho para mover coisas para o lado e encontrar comida, como os cavalos. Também sabem nadar, e fazem isso quando precisam fugir de inimigos como a onça ou o tigre.

A anta é um animal ameaçado, o que significa que corre perigo de extinção. As pessoas caçam antas para se alimentar, mas também por divertimento. Além disso, destroem o ambiente em que elas vivem ao derrubar florestas para obter madeira.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.