Banto é o nome que se dá a um conjunto de povos da África sul-equatorial. Esses povos falam diferentes idiomas (embora sejam todos derivados de uma mesma lingua original) e têm diferentes tradições culturais.

Origens

A expansão dos bantos se deu, provavelmente, há 2 mil anos. As causas e os itinerários desse movimento ainda são objeto de estudo dos antropólogos. Acredita-se que a mais possível área de origem desses povos seja a região em que hoje fica a costa de Camarões e da Nigéria.

Apesar da origem em comum, os povos bantos têm organizações sociais, econômicas e políticas muito distintas. Os sistemas de linhagem e de parentesco, as práticas religiosas e as formas de governo exibem grande diversidade. O motivo, em parte, é a grande extensão de território africano que ocupam: aproximadamente 9 milhões de quilômetros quadrados da África subsaariana, ao sul de uma linha que corta o continente desde a baía de Biafra, no oceano Atlântico, até Melinde, no Índico.

Línguas bantas

Banto é também o nome de um tronco linguístico, ou seja, uma língua que deu origem a muitas outras. Estima-se que atualmente existam cerca de 500 línguas bantas. Dentre elas está o suaíli, um importante idioma falado por cerca de 5 milhões de pessoas como língua-mãe e por outros 30 milhões como segunda língua.

Uma das características dos idiomas bantos é o fato de utlizarem muitos prefixos e sufixos — por exemplo, para indicar se uma palavra está no singular ou no plural. A própria palavra banto demonstra isso. Antes da palavra ntu, ou ntô (“homem”), pode ser usado o prefixo mu (que indica o singular) ou o prefixo ba (que indica o plural). O termo “banto”, portanto, significa “os homens”, ou seja, “o povo”.

Os bantos no Brasil

Os bantos foram um dos grupos mais numerosos a chegar ao Brasil na época da escravidão, trazidos de Angola, do Congo e de Moçambique. No Brasil, eram levados principalmente para o Maranhão, o Pará, Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro e São Paulo.

Os bantos tiveram participação expressiva na formação da cultura e do povo brasileiro. Várias palavras do português falado no Brasil têm origem no quimbundo, uma língua banta de Angola. Alguns exemplos são: moleque, cafuné, quilombo, caçula, macumba, senzala, fubá e farofa. Na música, o gosto dos bantos pela dança e pelos instrumentos de percussão teve influência decisiva em ritmos brasileiros como o samba, a bossa nova, a congada, o maracatu e o pagode. Também são de origem banta o berimbau, a cuíca e a capoeira.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.