Bio é uma palavra que vem do idioma grego e significa “vida”. A biosfera, ou esfera da vida, é o conjunto dos ecossistemas da Terra, formado pelos seres vivos e pelo ambiente (ou meio físico) em que eles vivem. Explicar o que é a biosfera é como montar uma corrente, em que um elo vai se engatando no outro: existem a biocenose, o biótopo, a biomassa, os biomas e os biociclos.

O conjunto do seres vivos — a fauna (isto é, os animais), a flora (as plantas) e os micro-organismos (ou microrganismos) — é chamado biocenose (ou comunidade). O meio físico (terra, água, ar) se chama biótopo.

As espécies vivas interagem entre si e com o meio físico do planeta dentro de comunidades biológicas chamadas biomas. Cada bioma é formado de vários ecossistemas. O total de matéria orgânica de um bioma se chama biomassa.

Os biomas são divididos em duas grandes categorias. Temos os biomas terrestres, que são as florestas, as savanas, os campos, os desertos. E os biomas aquáticos, que podem ser de água salgada — mares e oceanos — e de água doce — lagos, rios, pântanos etc.

Os ecossistemas são variados e, por isso, costumam ser divididos em biociclos, ou ciclos de vida. Existem três tipos de ciclos de vida: o biociclo terrestre (epinociclo, o conjunto de ecossistemas dos seres que vivem em terra firme); o biociclo marinho (talassociclo, o conjunto de ecossistemas dos seres que vivem na água salgada); e o biociclo dulcícola (limnociclo ou ecossistemas dos seres vivos de água doce).

O homem, como ser vivo, interage com os diferentes ecossistemas em que vive, de forma que seu comportamento tem consequências diretas sobre a biosfera. Por exemplo, o desmatamento ou desfloramento de certas regiões, ou a caça e a pesca exageradas de certas espécies, têm consequências graves para o equilíbrio biológico do planeta.

Para evitar a destruição cada vez maior da biosfera, a UNESCO, que é um órgão da ONU, lançou em 1971 um programa chamado “O homem e a biosfera”. Sua finalidade é estudar os recursos naturais do nosso planeta e mapear as “reservas de biosfera”.

O objetivo das reservas de biosfera é manter a variedade de espécies vivas no planeta (biodiversidade), melhorar as condições de vida de toda a população do planeta e favorecer as formas de vida que podem se sustentar de maneira equilibrada.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.