Bombeiro é o nome dado ao profissional que apaga incêndios. Ele também trabalha para prevenir a ocorrência de incêndios e ensina procedimentos de segurança. O fogo dos incêndios mata milhares de pessoas a cada ano e destroem florestas e propriedades.

O fogo é útil para os humanos, mas também perigoso. É preciso haver combustível, oxigênio e calor para que o fogo se inflame e possa provocar queimaduras. Os bombeiros apagam incêndios eliminando pelo menos um desses três ingredientes. Para eliminar o combustível de um incêndio florestal, por exemplo, eles removem árvores e arbustos na rota do fogo. Eles eliminam o oxigênio de um incêndio alimentado por gordura sufocando-o com a espuma do extintor de incêndio. E reduzem o calor de um prédio em chamas com jorros de água lançados por mangueiras.

O primeiro corpo de bombeiros, como é chamada a corporação dedicada à prevenção e ao combate a incêndios, teve origem na antiga Roma. Hoje, quase todas as cidades grandes e de porte médio têm seu corpo de bombeiros atuando 24 horas por dia. Voluntários também ajudam as corporações pequenas.

Os bombeiros usam vários tipos de equipamento em um incêndio. Caminhões carregam bombas de água poderosas e mangueiras longas. Escadas e plataformas de altura regulável são usadas para resgatar pessoas e combater o fogo em edifícios altos. Carros-pipa levam água a lugares sem hidrantes por perto. Aviões e helicópteros são usados para jogar água ou produtos químicos sobre incêndios em florestas. Muitos corpos de bombeiros também providenciam ambulâncias para vítimas de incêndios.

Nos últimos anos, o número de mortes em incêndios tem diminuído. Hoje, cada vez mais edifícios usam materiais de construção que não queimam facilmente e contam com irrigadores de água automáticos. É importante saber como chamar o corpo de bombeiros, para poder tomar providências imediatas em caso de incêndio. Em um prédio, é também importante conhecer as saídas de emergência e como escapar com segurança caso ele pegue fogo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.