O boxe é um esporte em que duas pessoas lutam com os punhos. Uma competição de boxe é chamada de luta ou disputa. Para vencer, um lutador precisa de coragem e habilidade. Um boxeador ou pugilista pode ganhar uma luta nocauteando o outro atleta, mas também pode vencer marcando mais pontos que o oponente.

Ringue e equipamentos

A luta de boxe acontece numa plataforma quadrada chamada ringue. O ringue é cercado por cordas de isolamento. Essas cordas evitam que os lutadores caiam fora do ringue. Cada pugilista usa um canto do ringue como base. Durante as pausas da luta, os boxeadores vão para os cantos.

O atleta usa luvas acolchoadas nas mãos e um protetor de boca para resguardar os dentes. Os boxeadores amadores usam um capacete acolchoado para proteger a cabeça.

Categorias de peso

Os boxeadores são escolhidos para lutar de acordo com a habilidade e o peso. O boxe olímpico masculino atualmente se divide em dez categorias, e o feminino, em três.

O grupo masculino mais leve é o mosca-ligeiro, para lutadores de até 49 quilos; no caso feminino, é o mosca, para atletas de até 51 quilos. A categoria masculina peso-pesado (ou superpesado) tem os lutadores mais fortes do boxe. Esses pugilistas pesam pelo menos 91 quilos.

A luta de boxe

Uma luta de boxe é dividida em períodos de três minutos, chamados rounds ou assaltos. A cada round, os boxeadores têm um minuto de descanso.

A luta de boxe profissional tem cerca de doze rounds. A de amadores costuma ter apenas três assaltos. O árbitro fica dentro do ringue com os lutadores. É ele quem confere se os boxeadores estão seguindo as regras da luta.

Os boxeadores usam vários tipos de socos um contra o outro. Para não tomar um golpe, o lutador tenta bloquear os socos do adversário ou se desviar deles. Um boxeador pode ganhar a luta por nocaute ou nocaute técnico. O nocaute acontece depois que um dos boxeadores acerta o outro de maneira tão forte que o lutador atingido cai. O árbitro conta até 10 (dez segundos) e só declara o nocaute se o boxeador caído não se levantar. Já o nocaute técnico é quando o lutador enfraquecido ou machucado não pode mais se defender.

Uma luta pode chegar ao fim sem que nenhum dos pugilistas tenha nocauteado o outro. Nesses casos, o vencedor é decidido de acordo com a pontuação. Três juízes marcam a pontuação dos competidores em papeletas. Contam pontos a habilidade do lutador em se defender, o empenho no ataque, o número de golpes que deu no adversário, entre outros aspectos. Para ganhar a luta, o pugilista precisa marcar mais pontos que o adversário em pelo menos duas das três papeletas dos juízes.

História

As lutas de boxe datam de tempos muito antigos. Na Grécia antiga, os lutadores enrolavam couro nas mãos e nos antebraços para se proteger. Em Roma, lutadores conhecidos como gladiadores cobriam as mãos com couro cheio de pedaços de metal e pregos. Eles lutavam até morrer. Com a queda do Império Romano, essas lutas se tornaram menos populares.

O boxe se tornou novamente um esporte popular no início do século XVIII, na Inglaterra. Nessa época, os pugilistas lutavam sem luvas. Um lutador inglês chamado Jack Broughton criou o primeiro conjunto de regras do boxe em 1743. Em 1838, novas regras baniram das lutas vários golpes, como chutes, mordidas, murros abaixo da cintura e ataques com a cabeça. Em 1867, as regras foram mudadas novamente e passaram a incluir a luva como equipamento obrigatório.

No século XX, a maioria dos campeões de boxe na categoria peso-pesado era dos Estados Unidos. Jack Dempsey e Joe Louis foram famosos campeões pesos-pesados dos Estados Unidos na primeira metade do século XX. Mais tarde foram incluídos na lista de campeões os boxeadores Rocky Marciano, Muhammad Ali (Cassius Clay) e Joe Frazier. No século XXI, o boxe tornou-se mais popular entre as mulheres. Elas participam das categorias amadora e profissional.

No Brasil, Éder Jofre foi o lutador de boxe de maior destaque. Seu apelido era “Galo de Ouro”, por ter se tornado campeão mundial na categoria peso-galo em 1960. Jofre parou de lutar por um tempo e mais tarde voltou em outra categoria, a peso-pena, tornando-se também campeão mundial em 1973. Acelino Freitas, conhecido como Popó, foi também campeão mundial em duas categorias: superpena (duas vezes) e peso-leve (duas vezes). Tanto Éder Jofre quanto Popó vieram de famílias de lutadores de boxe, com pais e irmãos dedicados ao esporte. Na categoria peso-pesado, um boxeador brasileiro de destaque foi José Adilson dos Santos, mais conhecido como Maguila.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.