Um dos dinossauros mais altos que já existiram, o braquiossauro tinha um pescoço extremamente longo. O seu nome quer dizer “lagarto braço”, em grego. Os cientistas lhe deram esse nome por causa de suas longas patas dianteiras (os tais “braços”). O braquiossauro pertence ao grupo dos dinossauros conhecidos como saurópodes. Esses animais, além de ter pescoço longo, comiam plantas e tinham corpo gigantesco, com quatro patas que pareciam pilares.

Quando e onde viveu o braquiossauro

Os braquiossauros viveram há cerca de 150 ou 130 milhões de anos. Restos deles foram encontrados na Europa, na África e na América do Norte. Eles viviam em áreas com muitas plantas, especialmente árvores muito altas.

Características físicas

Um braquiossauro podia medir mais de 23 metros de comprimento e pesar mais de 80 toneladas. De altura, ou seja, de sua cabeça até o chão, ele tinha cerca de 12 metros. As características mais marcantes desse dinossauro eram as costas em declive e o pescoço longo. Suas patas dianteiras eram mais longas que as traseiras. O rabo era relativamente pequeno e a cabeça, também pequena, tinha forma de cúpula. O braquiossauro possuía um focinho achatado e dezenas de dentes longos e afiados em forma de lápis.

Comportamento

O braquiossauro vivia e viajava em bando. Os cientistas acreditam que ele podia se deslocar a uma velocidade de 19 a 31 quilômetros por hora. Seu tamanho e peso, assim como as garras afiadas nos pés, o protegiam dos dinossauros carnívoros. Graças à sua estatura, o braquiossauro podia avistar os inimigos a quilômetros de distância.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.